5 Coisas que deixam o Bebê muito irritado e você provavelmente não sabia veja!

O choro é a primeira forma de comunicação e não é fácil adivinhar o que mais irrita um bebê.

Até que seu filho comece a falar, o que deve acontecer por volta do segundo ano de vida, a principal forma de ele demonstrar que está irritado é por meio do choro. Portanto, os bebês tendem, sim, a ser um pouquinho mais irritados do que gostaríamos que fossem. Mas dá para prever ou aliviar o choro a partir do momento que a gente descobre o que motiva essa reação.

PUBLICIDADE

Existem algumas coisas inesperadas que podem deixar os bebês irritados, veja quais são :

Assim como todas as pessoas, bebês também podem ficar irritados. Isto ocorre por uma série de motivos, alguns deles mais conhecidos dos pais, como fome e sono, já outros não são muito comentados. Por isso, selecionamos a seguir quais são as coisas do dia a dia que podem deixar o bebê irritado e você provavelmente não sabia. veja :

PUBLICIDADE

Muito estímulo: Estimular o bebê é Indispensável para que ele se desenvolva bem. Porém, quando isso acontece de forma excessiva pode deixar o bebê bem irritado e choroso. Além de ficar irritado, seu bebê também dá alguns outros sinais de que está sendo estimulado demais. Confira quais são aqui.

Muito barulho: Barulhos excessivos, como uma música muito alta, conversas muito altas, obras e até o volume da televisão mais elevado podem incomodar, e muito, os bebês. Portanto, evite expor o pequeno a barulhos excessivos.

Muita gente: Muita gente em torno do bebê pode significar também muito barulho e muitas pessoas querendo carregar o pequeno. Isto pode levar a um excesso de estímulo e deixar os pequenos irritados, portanto, tente não encher a casa de gente nos primeiros meses.
Frustração: Sim, assim como os adultos, os bebês também sentem frustração. O pequeno pode sentir frustração por uma série de motivos, alguns os pais conseguem saciar rapidamente, como fome ou fralda suja, e outros exigem maior dedicação.

Isto porque os pequenos podem se sentir frustrados até por estarem tentando entender o mundo ao seu redor, por estarem tentando entender esta vida fora do útero. Em casos assim, o melhor a fazer é dar muito colo e muito carinho para seu pequeno, na tentativa de acalmá-lo.

Nos primeiros três meses de vida, expor o bebê aos sons do útero também ajuda a acalmar, saiba mais sobre o assunto aqui.

Sentir calor ou sentir frio: O excesso ou a falta de roupa também pode deixar o bebê bem irritadinho. Por isso, é importante que os pais fiquem atentos aos outros sinais que o bebê dá de que está com frio ou calor. Os sinais que o bebê dá de que está com calor são: suor, inquietação, febre e rosto vermelho.

Diante desses sinais, retire algumas das camadas de roupas do seu pequeno. Já quando sente frio, o bebê fica com a barriguinha, costas, mãos, pezinhos e cabeça mais gelados. Quando o bebê dá sinais de que está com frio, é importante colocar camadas extras de roupas no pequeno.

Falta de atenção/ Ficar sozinho : Mesmo quando estão quietinhos, bebês não gostam de ficar sozinhos. “Bebês recém-nascidos até o 3º mês de vida precisam da proximidade dos pais, pois ainda não se percebem como um ser separado individual, se percebem como uma unidade ele e a mãe.

E são dependentes dos pais para tudo: alimentação, higiene e até manutenção da temperatura corporal com roupas limpas e quentes.

Conforme vão crescendo as expectativas sobre o bebê é que tornam possível o desenvolvimento do ‘EU’ do bebê. Assim a presença de um adulto é fundamental para atender as demandas do bebê – físicas e psíquicas”, conclui a neuropediatra Silvana Frizzo, do Hospital Infantil Sabará.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]