Absurdo: Vídeo mostra o momento em que Jovem deficiente é feito de ‘ponte humana’ por colegas

É muito triste saber que no meio da nossa juventude exista tanta falta de respeito pelas pessoas especiais.

Se os casos de Bullying na escola são considerados um absurdo, esse que veremos nesse artigo trata-se de algo desumano e cruel.

Anteriormente os casos de bullying ou de abusos, acabavam sendo abafados, mas hoje na era digital é diferente, rapidamente eles ganham outra proporção por causa das redes sociais e dos celulares modernos que acabam registrando tudo.

PUBLICIDADE

Este é o caso de Brett Corbett, um jovem de 14 anos com paralisia cerebral, que se tornou conhecido no Canadá depois que um vídeo em que ele é humilhado por seus colegas foi divulgado.

As imagens foram divulgadas pela primeira vez no Facebook e mostram o momento absurdo em que Brett é convencido por seus colegas a fazer uma ‘ponte humana’ para que outra adolescente atravessasse um riacho sem se molhar.

PUBLICIDADE

O compartilhamento no Facebook foi feito por uma pessoa que não estava no local, mas que, conhecendo o protagonista, se mostrou indignada, ela decidiu compartilhar e escreveu na publicação:

“Nunca estive tão chateada. O adolescente deste vídeo é filho de uns amigos meus e tem paralisia cerebral. Esta é a Glace Bay High School.

Os adolescentes que estavam ali à volta viram o que estava acontecendo e até filmaram e tiraram fotos. Pais, espero que consigam identificar os seus filhos nessas imagens e que sintam vergonha da atitude deles. E a moça que o utilizou como ponte deveria estar ainda mais envergonhada”.

Rapidamente o vídeo teve milhares de compartilhamento se espalhando com uma proporção incrível. Logo após a publicação chegar até a mãe do jovem com paralisia cerebral, ela explicou que a escola advertiu os alunos que participaram na humilhação.

Veja o vídeo logo abaixo..”Fiquei de coração partido quando vi que os colegas estavam ali observando e ninguém fez nada para ajuda-lo”, disse a mãe do jovem.

No vídeo o jovem é convencido a se deitar no riacho, enquanto a colega pisa em suas costas para atravessar o riacho sem molhar os pés, algo inaceitável e desumano, pois os colegas sabiam da condição do adolescente que provavelmente não assimilou a maldade na atitude, simplesmente revoltante.

É muito triste saber que no meio da nossa juventude exista tanta falta de respeito pelas pessoas que possuem necessidades especiais.

Escrito por Carla Lopes Silva

Colunista em sites de notícias e curiosidades. Adoro escrever sobre todo tipo de assunto. Curiosa por natureza, e amante da internet. Contato: [email protected]