Acusado de espancar paisagista não tem nenhum problema psiquiátrico de acordo com os exames

Agressor demonstrou fixação no filho lutador da paisagista.

Vinícius Serra, de 27 anos é o estudante de direito que agrediu a paisagista Elaine Caparroz de 55 anos em seu apartamento deixando-a com o rosto desfigurado. Vinícius estava preso preventivamente no Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros, depois que a última avaliação psiquiátrica mostrou que ele não possui nenhum distúrbio psicológico, recebeu alta e irá para um presídio.

O crime aconteceu no apartamento de Elaine. A paisagista esteve no IML do Rio para então fazer o exame de corpo de delito. O objetivo é formalizar as provas técnicas das lesões causadas pelo agressor, que vai responder por tentativa de feminicídio. Elaine chegou acompanhada do advogado Evandro Bianor, que comentou a decisão:

PUBLICIDADE

— Não acredito em surto. Quem surta não troca nome. Quem surta não tenta se evadir do local. Quem surta não diz que só fala em juízo. Quem surta não deleta a conta no Instagram. Só se for um surto moral — argumenta o advogado de Elaine, no IML.

Elaine prestou depoimento na DP da Barra da Tijuca que durou mais duas horas. A paisagista contou que percebeu em Vinícius uma fixação em seu filho, o lutador Rayron Gracie. Ela contou que enquanto estava com Vinícius recebeu uma vídeo chamada do filho que mora nos Estados Unidos, a partir daí Vinícius começou a fazer muitas várias perguntas, querendo saber como era o relacionamento dela com o filho e se eles se falam todos os dias e a elogiou como mãe.

PUBLICIDADE

A polícia também está trabalhando com a possibilidade de Vinícius ter cometido o por vingança. O caso teve uma grande repercussão na internet e também nas mídias e dividiu opiniões de pessoas que disseram que a culpa era de Elaine por colocar um homem que ela não conhecia dentro de seu apartamento, enquanto outros diziam que ninguém vem com rótulo escrito na testa dizendo: esse é bom e esse aqui não.

O fato é que muitas mulheres já foram vítimas de relacionamentos que começaram pela internet, por trás da tela até os piores psicopatas se tornam pessoas maravilhosas apenas para conquistarem suas vítimas, o caso de Elaine é um grande alerta para todas as mulheres que costumam se envolver nesses tipos de relacionamentos.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]