Adolescente faz o próprio parto sozinha e afirma para a família que encontrou o bebê; ela revelou estupro

Segundo o pai da adolescente, ela revelou ter sido estuprada por um antigo segurança de um estádio de futebol que fica próximo a casa dela

O pai da adolescente de apenas 13 anos de idade, a qual fez o procedimento do próprio parto sozinha em seu quarto dando à luz a uma menina durante a madrugada desta última segunda-feira, dia 10, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, concedeu uma entrevista para a equipe da RICtv e detalhou como tudo teria acontecido.

De início, o caso estava possuindo ares de se tratar de um recém-nascido abandonado, até que o homem fez a chocante descoberta de que na verdade aquele bebê era neta dele.

PUBLICIDADE

De acordo com ele – o qual não quis se identificar para que a família fosse preservada – ele estava em um estádio bem próximo de sua casa, no momento em que a filha, de 13 anos, chegou no local com um bebê nos braços, dizendo que havia encontrado a criança abandonada naquela região.

“A criança nasceu na nossa casa, no quarto dela. Não ouvi nada pelo fato de que eu durmo no estádio, e como a nossa televisão fica ligada em casa por causa do meu caçula, eles também não ouviram nada. Ao que parece ela ficou das três ás quatro e meia [da madrugada] e deu à luz o nenê, então a limpou, cortou o umbigo e veio me mostrar”,

PUBLICIDADE

“Mas, por medo da minha reação, primeiramente ela disse que achou a criança. Então comecei a conversar com ela, e a fazer muitas perguntas, e disse ‘como você achou, nós teremos de chamar a polícia’, relatou ele.

“Mas a hora que eu liguei para os policiais, ela ficou desesperada. Disse que queria cuidar da nenê, e para a gente adota-la, que ela queria a pequena de qualquer jeito e não deixaria ninguém levar ela. A partir daí eu percebi que algo estava errado”, conta ele.

Ao ser pressionada, ela revelou que era mãe da recém-nascida e que fez o parto sozinha em casa. A avó da menina, que também deu uma entrevista à RICtv, falou que a família ficou com muito medo por causa do grande risco que a menina estava exposta: “Se ela não conseguisse ganhar essa criança, se fosse necessária uma cesárea, iríamos encontrar dois cadáveres”, pontuou.

Ela contou para a família que o pai do bebê se tratava de um antigo segurança do estádio, um homem de 30 anos que não é mais morador de Araucária.

De acordo com o pai da menina, a filha revelou que o homem chamou ela em um canto e a estuprou. Após isso, ele a ameaçou, falando que não era para ela contar nada a ninguém, se referindo ao estupro, afirmando que tal atitude colocaria a família dela em perigo. A polícia está investigando o caso a fim de encontrar o suspeito.

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.