Adolescente grávida após ser violentada mais de 15 vezes por um familiar querido

O estupro cada vez esta mais frequente na sociedade, tanto afeta adolescentes como já adultos.

Um homem cujo já foi identificado dando assim pelo nome de J.S.S , de 49 anos, acabou sendo preso em Lambari d’ Oeste a cerca de 318km de Cuibá, situado no Paraguay.

Na passada sexta-feira dia 10 de Maio, o homem foi acusado de estuprar e deixar a sobrinha de apenas 14 anos grávida.

PUBLICIDADE

O crime ocorreu, segundo a adolescente foi praticado por mais de 15 vezes.

Já desde que a adolescente tinha apenas 13 anos de idade, comecou o estupro coletido, vindo assim mais tarde a ficar grávida do tio.

PUBLICIDADE

A adolescente menor, cujo seu nome não foi divulgado, se mantendo em pleno sigilo, se encontra agora no seu segundo mês de gravidez.

Afirmando assim não ter denunciado o tio anteriormente, por medo que este se vinga-se da pior forma possível.

Mantendo assim esse segredo e esse estupro oculto durante o tempo ocorrido.
Os atos que o tio a vinha obrigando a fazer ocorria no quarto ao lado onde a esposa do detido dormia.

Segundo o registro do boletim de ocorrência, indica que o acusado passou a abusar sexualmente da menor quando ela ainda tinha apenas 13 anos de idade e desde que passou a frequentar e dormir em casa da sua tia.

A adolescente diz que dormia no mesmo quarto do seu tio, e a esposa também. Porém o casal dormia em camas separadas alegando assim que o abusador saia da sua cama de casal e ia ate a cama onde a adolescente dormia para fazer tais atos sexuais.

Um um depoimento à policia militar, a menor disse que ainda não havia denunciado mais cedo, por suspeitar do que o seu tio poderia fazer.

Ela ainda acrescenta que o seu tio a estuprou entre média de 15 a 20 vezes, mas ao ser levado para interrogatório pela polícia, o suspeito ainda teve a coragem de afirmar que abusou apenas uma única vez da sobrinha.

Desmentindo assim os fatos confirmados pela adolescente, e o fato de só a ter abusado uma única vez.

.J.S.S. foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Rio Branco (a 336 km de Cuiabá), onde guardará a sua pena por abuso sexual da menor.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]