Ana Flávia relata em depoimento que comprou a gasolina utilizada no crime

Ana Flávia, filha mais velha do casal, foi acusada de ser autora do crime junto com sua namorada e outros suspeitos. A mulher foi interrogada por 40 minutos, e em nenhum momento expressou ressentimento, emoção ou algum tipo de sentimento sobre o caso. Ela contou que chegou a ser discutido o local em que seriam carbonizados.

Ana Flávia conta que estavam em dúvida entre Montanhão e Sertãozinho, como local para atear fogo no carro com família. Ela foi até o posto de gasolina, acompanhada de Jonathan, onde compraram a gasolina usada no crime.

Ana Flávia chegou a demonstrar preocupação apenas com Jonathan, que segundo ela, teria queimado os cílios, bigode e peito quando carbonizou o veículo. No dia seguinte, ela relata que ele dormiu e ela seguiu normalmente para o trabalho.

Em depoimento, eles contam que amarraram pai e filho e pediram a senha, e Carina, namorada de Ana Flávia, decidiu matar os dois para que a mãe percebesse que não era brincadeira.

 

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.