Aprovado! Auxílio emergencial contemplará novos beneficiários; veja quem fará parte do novo grupo

Confira o que mudou e veja se você faz parte desses novas categorias que terão direito à receber.

Muitos ainda não  sabem, mas a lista de pessoas à serem beneficiadas pelo auxílio emergencial foi estendida para mais algumas categorias de trabalhadores. Nesta quarta-feira, 22 de abril, novas categorias de trabalhadores que terão direito à receberem o auxílio emergencial foram divulgadas, podendo assim muito mais Brasileiros serem beneficiados.

O Senado aprovou por unanimidade dos votos, a ampliar as categorias de trabalhadores que, agora também iram poder receber o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal.

PUBLICIDADE

Essas mudanças ainda não começaram a valer, para isto o projeto de lei precisa ainda ser aprovado pelo presidente da república, num prazo máximo de até 15 dias.

Esse novo projeto de lei, além de incluir as mães, chefe de família, da também esse direito para os pais solteiros, que sejam o único responsável pela renda familiar, tere também o direito de receber o auxílio emergencial no valor de R$ 1.200, bem como,as mães que são menores de idade.

PUBLICIDADE

Confira abaixo as novas categoriais:

• Trabalhadores do transporte de passageiros regular

• Taxista, monotaxistas, motorista de aplicativo, motorista de transporte escolar.

• Microempresários de  vans e ônibus escolares.

•Caminhoneiro

• Entregadores de aplicativo

• Professores contratados que estejam sem receber salário.

• Profissional da arte e da cultura , como autores, artistas, intérpretes, técnicos de espetáculos.

• Profissionais do esporte, como atletas, paratletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, Nutricionista, psicólogos, árbitros e auxiliares de arbitagem, de qualquer modalidade.

• Cuidadores, babá e diaristas.

• Cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, depiladores, maquiadores e outros profissionais da beleza reconhecidos por lei.

• empreendedores individuais da beleza, cosméticos, terapias complementares e arte-educação.

• empreendedores independentes das vendas diretas.

•  agentes e guias de turismo.

• Artesãos e expositores em feira de artesanato.

• Ambulantes de alimentos, feirantes, camelôs, baianas de acarajé, garçons, marisqueiros, catadores de caranguejo, barraqueiros de praia.

• catadores de materiais recicláveis.

• vendedoresde marketing multinivel e porta a porta.

• agricultores familiares e técnicos agrícola.

Escrito por Fabiana Cristina Vieira

Redatora de plataformas de notícias ligadas à famosos, saúde, culinária, informações do mundo.