Atenção pais: “Bebê alérgico a leite perde a vida em creche depois que ofereceram a ele um sanduíche de queijo”

A creche já havia sido informada sobre a alergia da criança.

O pequeno Elijah tinha 3 anos e era alérgico a leite e seus derivados, sua mãe fez questão de avisar na creche sobre o problema do filho e até levou atestados médicos e exames que provavam que era uma condição séria e que deveria ser tomado todos os cuidados possíveis. Mas mesmo assim um funcionário da creche deu a criança um sanduíche de queijo para comer e o pior aconteceu.

Elijah era acostumado a ficar na creche e todos já sabiam da sua alergia, no entanto parece que algumas pessoas pensam que alergia é frescura, pois o funcionário da creche mesmo sabendo que a criança não poderia comer o sanduíche deu a ele e ele comeu.

PUBLICIDADE

Elijah teve uma reação alérgica muito grave, mas ao invés de ligar o serviço de emergência para que pudesse socorrer a criança e até salvar a vida do menino, os funcionários decidiram ligar para a mãe de Elijah que então veio correndo para levar o menino ao hospital, mas já era tarde demais, Elijah não resisitiu.

Elijah teve um choque anafilático e morreu na sala de emergência, uma fatalidade que poderia ter sido claramente evitada se os funcionários da creche fossem mais responsáveis e levassem a sério as informações passadas pelos familiares das crianças.

PUBLICIDADE

A alergia à proteína do leite de vaca ocorre quando o indivíduo com predisposição genética ingere alimentos derivados e seu organismo reconhece componentes de suas proteínas como ameaças. Assim, o sistema imunológico reage a elas e forma anticorpos, que ocasionarão sintomas alérgicos.

Mais comuns em crianças cujos pais já apresentaram a alergia ou quando não podem mamar no peito e tomam fórmulas, também pode ser apresentada por bebês que só tomam leite do peito. Nesse caso, o tratamento deve ser seguido pela mãe. É preciso ter todo cuidado, pois pode ser fatal como foi o caso do pequeno Elijah.

Às vezes uma pequena quantidade do alimento no qual a criança é alérgica pode desencadear uma reação gravíssima, se não correr com a criança para o hospital pode ser tarde demais. Fica o alerta para os pais que tem crianças alérgicas.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]