Atenção pais tomem cuidado, pedófilos estão usando o YouTube para trocar informações sobre vídeos de crianças

cuidado com os vídeos de seus filhos postados em redes sociais e principalmente no Youtube.

No decorrer dessa semana uma polêmica explodiu sobre uma possível falha grave que foi duramente criticada por um dos produtores de conteúdo da plataforma youtube.

Matt Watson falou sobre uma rede de pedófilos que poderia estar infiltrada para utilizar termos como “Girls bikini” para encontrar vídeos de crianças em roupas de banho praticando esporte ou até mesmo na praia.

PUBLICIDADE

Essa rede de pedofilia estaria se aproveitando do espaço onde é possível colocar um comentário no vídeo para instruir as crianças na gravação dos vídeos.

Eles mantem contato uns com os outros e sinalizavam frames de vídeos em que havia maior exposição das crianças e até trocavam vídeos que não estão listados na busca do YouTube.

PUBLICIDADE

De acordo com o produtor muitos faziam download dos vídeos para tê-los guardados caso o usuário que postou o vídeo decidisse retirar do canal.

Para mostrar seu ponto de vista Matt entrou com uma conta que nunca foi usada antes, com poucos cliques ele encontrou um vídeo onde crianças pequenas brincavam de biquíni, um vídeo inocente postado provavelmente por alguém da família das meninas, para pessoas normais o vídeo mostra apenas crianças se divertindo em trajes de banho em um dia de lazer.
Mas ao observar melhor, o vídeo já teria quase mais de 1 milhão de visualizações com barra lateral e recomendações cheias de vídeos semelhantes, essa seria a forma na qual a rede de pedofilia estaria usando o YouTube para então encontrar vídeos e trocar entre eles, sinalizando aqueles em que as crianças estariam mais expostas.

A polêmica ainda está sendo investigada e até o momento não há informação sobre os impactos no país, e o produtor informou que se for o caso eles tomarão eventuais medidas juntas autoridades competentes”.

No entanto várias empresas importantes retiraram seus anúncios do YouTube como a Nestlé, McDonald’s, Disney e outras companhias após a polêmica.

O produtor disse que ele não é o primeiro a falar sobre esta falha grave na plataforma, um porta-voz no YouTube afirmou também que passou 48 horas tomando medidas agressivas para acabar com esse problema e mais de 400 contas foram deletadas e vários vídeos que continham milhões de comentários foram deletados também.

“Fechamos os canais e reputamos todos esses comentários e material para as autoridades competentes nos Estados Unidos para que possam conduzir investigações nesse sentido temos um trabalho muito próximo das autoridades quando se trata desse assunto”.

Os pais precisam tomar todo cuidado ao postar qualquer coisa relacionada a crianças seja no youtube ou em qualquer rede social, embora sejam coisas inocentes e corriqueiras do dia a dia de seus filhos é preciso ter muita cautela por causa da maldade desses monstros que se infiltram para tentar usar os vídeos de crianças inocentes para fins indevidos e absurdos o que para qualquer pai é inaceitável e inadmissível.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]