Auxílio Emergencial: Bolsonaro e Paulo Guedes sinaliza prorrogação com mais 3 parcelas do benefício

Em live, o presidente da república e o ministro da economia confirma prorrogação do auxílio.

Na noite desta quinta-feira (25), em uma live feita pelo presidente da república, Jair Messias Bolsonaro junto com o ministro da economia, Paulo Guedes eles confirmaram a prorrogação do auxílio emergencial, porém estão decidindo quantas parcelas e o valor a serem pagos.

Devido a pandemia do Covid-19, o governo criou o auxílio emergencial para ajudar os mais afetados, desempregados, informais, microempreendedores, autônomos, mães de família e entre outros. Hoje o valor vigente do benefício é de R$ 600 à 1.200 reais.

PUBLICIDADE

Segundo presidente, a prorrogação de mais duas parcelas já está confirmada. Porém, estão estudando a melhor forma para pagamento e que a intenção do governo é que a prorrogação do auxílio no valor total de R$ 1.200 seja escalonado e com valores decrescente em 3 parcelas. Sendo a de R$500 em julho, R$400 em agosto e R$300,00 finalizando em setembro.

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, afirmam que os beneficiários precisam de uma preparação para finalização do auxílio, e que o pagamento do benefício desta forma em 3 meses, eles teriam tempo suficiente para implantar o novo programa social RENDA BRASIL, substituto do Bolsa Família.

PUBLICIDADE

O Renda Brasil, está previsto para lançamento no próximo semestre e está sendo criado para englobar todos os benefícios em um só programa como o auxílio emergencial, bolsa família e entre outros.

Há alguns dias atrás o presidente Jair Bolsonaro havia dito que seria impossível o pagamento de duas parcelas de 600, que o endividamento seria impagável e isso quebraria o país, e se fosse preciso iria vetar a prorrogação do benefício. Mas com a reabertura dos comércios ele acredita que podemos retomar a economia do país e conseguir fazer os pagamentos dos programas sociais.

O presidente no começo de sua live fez uma linda homenagem as cinquenta e cinco mil pessoas que virem a óbito vitimas de Covid-19.

 

 

Escrito por Redator Viviane Santos

Comunicação de notícias dedicado a TV e famosos, política, curiosidades, humor, relacionamentos, saúde e culinária.