Auxílio emergencial: Cronograma da segunda parcela só depende do presidente Bolsonaro

As datas poderão ser divulgadas hoje, mas depende do presidente

Pedro Guimarães, o atual presidente da Caixa Econômica Federal, informou que o Ministério da Cidadania já aprovou o novo cronograma de pagamentos do auxilio emergencial referente a segunda parcela. mas, por agora, a aprovação das datas de pagamento dependem só do aval do presidente Jair Messias Bolsonaro, para ai então serem anunciadas.

Guimarães ainda fez um alerta, para evitar que haja outra aglomeração de pessoas nas agencias da Caixa, os pagamentos não irão começar “de bate ponto” durante a semana.

PUBLICIDADE

Guimarães e Lorenzzoni, já acertaram as coisas. A proposta foi encaminhada ao presidente Bolsonaro para a validação. E quando ele validar o documento, ai as datas serão divulgadas, em breve. Isso de acordo com a live que foi realizada através do youtube, sobre o lançamento das datas, que já estão sendo aguardadas por 10 dias.

Apesar de mencionar que não poderia revelar nada sobre o segundo pagamento do auxilio emergencial, antes que o presidente valide o cronograma, Guimarães acabou falando sobre como será feito o pagamento da segunda parcela.

PUBLICIDADE

De acordo com ele, para que não tenha uma nova formação de filas enormes nas agencias da Caixa, o pagamento será feito de uma forma “espaçada”. Isso vai ocorrer com um tempo necessário, para que a capacidade do atendimento, seja capaz de conseguir realizar as demandas da população.

O pagamento de acordo com o mês de nascimento terá um espaçamento de 2 ou 3 dias, entre cada mês. Ou seja, quem nasceu em janeiro, poderá retirar entre 2 ou 3 dias, e após isso, os nascidos em fevereiro e assim por diante. Nem todas as pessoas foram nos dias marcados realizar o saque do beneficio, e assim surgiu as aglomerações.

Já o pagamento dos beneficiários do bolsa família não terão as suas datas modificadas. Elas seguem o cronograma de pagamento que o beneficio já possuía anteriormente a essa nova onda da pandemia.

Com o surgimento do pagamento da segunda parcela, milhares de brasileiros ficaram em duvida sobre o beneficio ainda estar em analise, mas o presidente da Caixa não informou nada sobre. Apenas foi lançado um outro meio para a consulta.

 

Escrito por V Guimarães

Colunista de todos os assuntos, como tv, famosos, culinaria, medicina, filmes, series, saude, bem-estar, lazer. Gosto de todos os assuntos