Auxilio Emergencial; quem precisa não recebe, e quem não precisa já recebeu

Uma situação decadente no país.

O pagamento da primeira parcela do Auxílio Emergencial do governo expõe algumas distorções que foram criadas pela lei. De um lado, algumas pessoas não cumprem os requisitos que foram estabelecidos pelo governo para receber o dinheiro para sobreviver, já por outro lado, tem pessoas que não precisam do dinheiro, mas que já receberam a primeira parcela.

Este é o caso do jovem Mateus, de apenas 20 anos de idade, que trabalha como açougueiro sem a carteira assinada, que também, ganha uma renda extra com o aluguel de sua casa sem contrato em Alagoas.

PUBLICIDADE

Ele esta inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) desde antes da nova pandemia do covid-19, e chegou a receber o beneficio automaticamente em sua conta na Caixa Econômica Federal. Sua inscrição aconteceu por meio de estar desempregado na época, e ele preencheu todos os requisitos do governo.

Disse não precisar do dinheiro, que no momento esta trabalhando. Então decidiu usar o dinheiro para comprar cerca de 200 mascaras para doar a uma instituição beneficente.

PUBLICIDADE

Por outro lado, milhares de pessoas que precisam do auxilio não se enquadram nos critérios exigidos para obter o auxilio emergencial. Como um exemplo, as mães solteiras chefes de família que são menores de idade. E essa situação tem se tornado comum no país.

Como muitas famílias, muitas crianças que convivem com as mesmas não possuem CPF, o que acabam não sendo registradas como um membro.

As pessoas que estão desempregadas, com trabalhos informais, autônomos e microempreendedores, estão com maior dificuldade para obter o auxilio, pois são aqueles que não estão registrados no Cadastro Único, ou em nenhum outro programa do governo.

A exigência da regularização também voltou a ser citada como um critério. Anteriormente havia sido liberado o cadastro mesmo com o documento em alguma pendência. Novamente as pessoas estão se aglomerando em filas na Receita Federal para tentar regularizar.

Essa desigualdade tem gerado muita insatisfação do povo brasileiro. Muitas famílias que estão realmente precisando do dinheiro não estão conseguindo obter o auxilio. Todos estão à espera de um posicionamento da Caixa e do governo sobre o assunto.

 

Escrito por V Guimarães

Colunista de todos os assuntos, como tv, famosos, culinaria, medicina, filmes, series, saude, bem-estar, lazer. Gosto de todos os assuntos