Babá é libertada após decapitar menina de 4 anos e andar com a cabeça pelas ruas gritando que era terrorista

Gyulchehra Bobokulova chegou a ficar cinco anos em uma ala psiquiátrica, mas foi libertada após ser considerada "curada" do "transtorno psiquiátrico crônico" que a levou a cometer o crime.

Em Moscou na Rússia uma mulher de 43 anos foi presa e libertada após decapitar uma menina de apenas quatro anos de idade e correr pelas ruas da cidade com a cabeça gritando que era uma terrorista.

A mulher chegou a ficar presa 5 anos na ala psiquiátrica, mas após ser considerada curada pelos médicos ela foi liberada.

PUBLICIDADE

Os médicos informaram que ela deu entrada na prisão psiquiátrica com transtorno crônico e por isso cometeu o crime, mas agora está completamente curada e pode ser libertada.

As imagens de um circuito de câmera de segurança mostra o momento em que a mulher Gyulchehra foi presa.

PUBLICIDADE

No vídeo é possível ver a mulher segurando a cabeça da menina Anastasia, parecia mais um filme de terror, a cabeça estava na mão da mulher e o corpo caído no chão e a polícia no momento prendendo a mulher.

Moradores da região disseram que foi uma cena que jamais hirão tirar da cabeça algo terrível assombroso.

Os relatórios médicos informaram que a mulher atualmente é inofensiva, realizou todo o tratamento está curada, a mulher era babá da criança e morava na casa da menina por muito tempo.

Após o crime os pais contestaram a decisão dos médicos e o diagnóstico psiquiátrico, eles disseram que a família não está segura sabendo que agora a criminosa está nas ruas novamente, eles tem outros filhos e ela pode encontrá-los e praticar o mesmo crime.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.