Bolsonaro nega laços com atirador de Marielle em entrevista no exterior

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro concedeu entrevista à emissora Fox News, emissora norte americana em sua visita aos EU, e se defende da acusação de ter ligação com o atirador do caso Marielle.

O Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, está visitando Washington – EUA. Lá, Bolsonaro escolheu a emissora de TV Fox News para dar entrevista.

A entrevista foi exibida pelo canal na madrugada desta terça-feira (19) aqui ni Brasil e durante a conversa o nosso presidente foi questionado sobre as acusações que circulam com relação a uma possível ligação entre Jair Bolsonaro e o atirador de Marielle Franco.

PUBLICIDADE

Além desta questão, o presidente também foi questionado sobre diversas outras questões pertinentes e, ao mesmo tempo, sensíveis ao seu recente mandato.

PUBLICIDADE

As especulações de que Bolsonaro teria ligação com um dos acusados de ser o atirador da vereadora Marielle, brutalmente assassinada em 2018, surgiram depois de uma foto com Bolsonaro ao lado de um dos suspeitos ter sido divulgada.

Com relação a esta questão, o presidente Jair Bolsonaro tentou inimizar as especulações falando que:
“Sou um capitão do Exército brasileiro, e parte dos oficiais da polícia do Rio de Janeiro é de grandes amigos meus. Por coincidência, um desses suspeitos de ter matado a Marielle não era na verdade vizinho meu, mas morava do outro lado de uma outra rua [do condomínio] — disse Bolsonaro. — Mas, a mídia sempre me criticou e estabeleceu uma conexão.”

Quando questionado sobre outros pontos polêmicos com relação ao carnaval e ao público LGBT, por exemplo, se contrapondo contra diversas acusações, o presidente declarou:

“Se eu fosse tudo isso, eu não seria eleito presidente. Há um grande número de notícias falsas, mas a população aprendeu a usar redes sociais e pessoas não mais acreditam nem confiam na imprensa tradicional — afirmou com veemência.

Não tenho nada contra homossexuais nem contra mulheres e não sou xenófobo, mas quero ter minha casa em ordem. A definição de família para mim é uma só, aquela da Bíblia.

Se você quer se envolver numa relação homossexual, vá adiante, mas não podemos deixar o governo levar isso para a sala de aula e ensinar isso para crianças de cinco anos.”

Durante a entrevista à Fox News, Jair Bolsonaro também se mostrou um admirador do presidente do Estados Unidos, Donald Trump e também mostrou apoiar as políticas restritivas de Trump.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]