Carta: Monique Medeiros admite que mentiu e relata agressões por parte de Jairinho: Veja trechos da carta

O Fantástico deste domingo (25) obteve uma carta de 29 páginas de Monique Medeiros, na qual a mãe de Henry Borel diz já ter sido agredida e ameaçada por Dr. Jairinho.

Mônica Medeiros mãe de Henry diz por meio de uma carta de 29 páginas que foi agredida é ameaçada por Jairinho e afirma que teve um relacionamento abusivo.

PUBLICIDADE

Na carta Monique afirma que mentiu a polícia e fala sobre as agressões que sofreu por parte de Jairinho, o casal está preso desde o dia 8 de abril por suspeita de homicídio duplamente qualificado sem dar chances de defesa a vítima e com emprego de tortura, eles também estavam atrapalhando as investigações e ameaçando testemunhas como a babá e a empregada.

PUBLICIDADE

Monique Medeiros no último dia (19), foi diagnosticada positivo com covid-19 e foi mantida em isolamento na prisão, um dos trechos da carta escrita por Monique diz que ela estava sofrendo e todos os dias chora pela morte do filho.

Diz que não merece ser condenada ela não cometeu nenhum crime, apenas teve medo por saber que Jairinho era violento, nunca bateu no filho e sempre foi uma mãe que protegeu e cuidou.

Ela apenas não sabia que Jairinho estava manipulando, diz também que os pais são pessoas boas e tem medo do que possa acontecer com eles, conta que já tentou se separar de Jairinho mas foi ameaçada e a família também.

Monique diz que Jairinho impedia que ela conversasse com amigos por meio do Instagram e também forçava a bloquear alguns, colocava até localizador no seu telefone, ele é uma pessoa muito ciumenta que não permitia que fosse a academia e olhava o tipo de roupa que usava.

A partir de então foram muitos casos de ciúmes, ele era agressivo esmurrava portas, xingava e gritava por qualquer situação que o contrariava.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.