Casal é preso suspeito por estupro de criança de 5 anos durante ritual de magia negra no MA

Os abusos ocorriam durante rituais de magia negra

Na última sexta-feira (26), a polícia prendeu Valdeir Fernandes Ferreira e a sua companheira, Luana Cavalcante Alves.

A razão para a prisão do casal pode ser atribuída a um suspeita de estupro de vulnerável, cuja vítima em questão seria a própria filha de Luana, uma criança de apenas cinco anos de idade.

PUBLICIDADE

O crime ocorreu no município de Barra do Corda, localizado a cerca de 462km de São Luís, a capital do Maranhão.

De acordo com informações fornecidas pela própria polícia, na ocasião da prisão de Valdeir Fernandes Ferreira, o homem confessou os abusos.

PUBLICIDADE

Valdeir afirmou que tais abusos ocorriam junto com a mãe da criança. Luana, entretanto, nega as acusações até o presente momento.
Através de um vídeo, o delegado Renilton Ferreira, de Barra do Corda, comentou o corrido.

De acordo com ele, a polícia chegou a ter conhecimento do estupro da criança através de denúncias enviadas através de um canal voltado para isso no WhatsApp.

A partir disso, ao longo da semana, foram realizadas investigações, que acabaram por chegar em indícios consistentes com as denúncias.

Rituais de magia negra

Em seu depoimento à polícia, Valdeir afirmou que os estupros eram realizados durante rituais de magia negra realizados na residência do casal. De acordo com o suspeito, os rituais eram conduzidos por Luana.

De acordo com informações fornecidas pela polícia, esses rituais aconteceram pelo menos seis vezes.
Nas ocasiões, o sangue dos suspeitos era retirado, assim como o da criança. Posteriormente, por meio de um objeto cilíndrico, o sangue era introduzido nas partes íntimas dos três.

Enquanto essa ação transcorria, havia uma vela acessa no local. Caso após a conclusão da parte descrita a vela ainda estivesse acessa, Valdeir e Luana iniciavam uma relação sexual na frente da criança.

A duração dessa relação dependia da vela continuar acessa, uma vez que só poderia ser interrompida quando o fogo cessasse.

A polícia espera, nos próximos dias, ser capaz de concluir a investigação referente ao caso.

E você, o que pensa a respoeito de tudo isso? Lembre-se de deixar o seu comentário.

Ele é de grande importância para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com relevância para o nosso público.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]