Caso Henry: Faxineira apresenta versão diferente dos fatos em depoimento

Rosângela afirmou que Monique havia contado para ela a respeito da morte de Henry

Na última quarta-feira (24), a faxineira Rosângela, que esteve na casa onde Henry Borel morreu no dia 8 de março, prestou depoimento às autoridades a respeito do caso. Na ocasião citada, ela contou à polícia uma versão diferente daquela repetida pela mãe do menino durante o seu depoimento, que também foi colhido na data citada.

Assim, e possível afirmar que  Rosângela destacou que foi avisada a respeito da morte de Henry no dia que foi trabalhar. Além dela, quem também foi ouvido pelos investigadores responsáveis pelo caso na quarta-feira foi a avó materna do menino.

PUBLICIDADE

De acordo com o depoimento prestado pela mãe de Henry, Monique Medeiros, ela não teria contado a Rosângela a respeito do ocorrido e durante o horário de almoço disse à funcionária para que tirasse o restante do dia de folga.

Entretanto, existe ainda uma terceira versão a respeito da presença de Rosângela no apartamento. Ela foi dada por Doutor Jairinho, o namorado de Monique, que afirmou que chegou em casa por volta das 10h e encontrou a namorada conversando com a faxineira e também com uma assessora.

PUBLICIDADE

Conforme as informações publicadas pelo G1, ele chegou a ser questionado sobre Monique ter contado ou não algo para Rosângela e, na ocasião, afirmou que a sua namorada havia dito sim o que tinha acontecido com Henry.

O fato em questão se torna importante visto que durante a tarde do dia em que Henry morreu, foi feita uma perícia no apartamento. Entretanto, o local havia sido limpo.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.