Chega ao fim do inquérito da morte das duas amigas que caíram na cachoeira de 30 metros em SC:”Foi acidente, uma tentando socorrer a outra”

O caso ocorreu a 13 de setembro em Lages.

A causa da morte das duas amigas de 18 e 19 anos, que caíram da cachoeira, foi acidente, informa a Polícia civil. As duas jovens Bruna Rafaela e a amiga Monique Medeiros, teriam caído numa cachoeira de Santo Rio Caveiras, a uma altura que atingiu os trinta metros.

Segundo as informações do delegado, elas estariam acompanhadas com mais dois amigos, um rapaz e outra jovem.

PUBLICIDADE

“Os grupo permaneciam ali no rio. Foi quando os sobreviventes sentiram que o terreno estaria escorregadio, e afastaram-se do local. Quando as duas foram para retornar, acidentalmente escorregaram, e na tentativa de uma ajuda a salvar a outra, acabaram por cair as duas e vieram a óbito”, conta o advogado na nota.

No decorrer da investigação, a polícia recolheu testemunhos dos amigos, e concluiu que o acidente, aconteceu quando as duas vítimas, estariam tentando tirar fotos.

PUBLICIDADE

“Ali é uma situação muito complicada e problemática, devido a que não existe qualquer tipo de fiscalização. Mas até porque o acesso, às propriedades, que ligam a cachoeira, são particulares, então no qual não pode se atribuir a responsabilidade não poderá ser nem delegada nem do próprio município, ou à Secretaria de Turismo”, explica o delegado.

O mesmo acrescenta, que no local ainda existe várias placas que indicam que se trata de uma zona de perigo. “Uma das propriedades pertence à Celesc. Mas por sua vez, também devia ter placas, alertando se tratar de zona perigosa, dando aviso aos acidentes.

Mas mesmo que tenha isso, as pessoas continua a acessar e usar por não respeitar os espaços, colocando em risco a vida. Embora elas estariam na parte superior do local”.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!