Com saída de Mandetta, entrou Maia: “Bolsonaro não dorme sem odiar alguém” diz Haddad

O ex-prefeito de São Paulo comentou a respeito dos ataques ao presidente de Câmara

Com a saída de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad deu uma declaração que após a saída do ministro do cargo logo em seguida Jair Bolsonaro atacou Rodrigo Maia, o presidente da Câmara dos Deputados.

Na declaração Haddad ainda complementou falado que o presidente não consegue dormir sem odiar alguém. O ex-prefeito comentou a respeito da situação enquanto o Congresso Nacional reagia aos ataques que foram feitos pelo presidente brasileiro à Câmara dos Deputados.

PUBLICIDADE

Bolsonaro havia acusado Maia de conspirar contra ele e de que o presidente da Câmara não estaria respeitando a sua autoridade. Ele ainda declarou a parlamentares que conta com um dossiê de inteligência que conta com informações de que haveria um golpe sendo tramado contra ele.

O festo ainda está sendo visto por muitos como sendo uma cortina de fumaça diante da crise que o país está passando.

PUBLICIDADE

Algumas horas antes o presidente havia exonerado Luiz Henrique Mnadetta após semanas tendo divergências públicas. Isso por que o agora ex-ministro da Saúde defendia que fosse feito o isolamento social contra o coronavírus, como vendo sendo defendido pelas autoridades de saúde.

Enquanto isso, Bolsonaro quer que ocorra o retorno às atividades econômicas e a segregação apenas dos idosos e de pessoas imunodeprimidas.

Para Haddad o presidente está perdido diante da pandemia e se preocupa apenas com a sua perda de popularidade diante disso.

O ex-prefeito declarou que o presidente não sabe dizer o que vai mudar na política do país com a saída de Mandetta agora, e que queria apenas alguém no cargo que não discordasse do que é levantado por ele na questão do combate ao coronavírus como acontecia com o ex-ministro.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.