“Consumiu e não pagou”, homem vai a casa noturna e depois de consumir disse que não tinha dinheiro para pagar a conta em GO

Seria cômico, se não fosse trágico, o caso foi parar na delegacia.

Existem muitos casos de desaparecimento nos quais a polícia nunca consegue resolver, familiares são os que mais sofrem sem notícias dos seus entes queridos. Todos os dias os jornais e noticiários na internet mostram casos de pessoas que saíram de casa e desapareceram sem nunca mais dar notícia.

Mas a história a seguir conta um desaparecimento diferente, um homem que viveu uma experiência nada agradável em uma noite que começou bem e terminou na delegacia, mas o que a família não imaginava era o paradeiro onde o desaparecido iria ser encontrado.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu na cidade de Rio Verde em Goiás, uma história pouco comum de um homem que saiu de casa na quinta-feira em sua moto dizendo aos seus familiares que iria buscar o filho na escola, mas não passou nem perto da escola do filho e não e não voltou para casa naquele dia.

A família então começou a realizar buscas pela cidade, preocupados sobre o paradeiro do familiar que havia sumido, pensando que pudesse ter acontecido algo ruim com ele. A família Então buscou ajuda da guarda Civil sobre o desaparecimento do homem, depois disso não demorou muito para que os integrantes da guarda civil municipal de Rio Verde encontrasse o homem detido em um prostíbulo no setor Pausanes.

PUBLICIDADE

O indivíduo foi detido pelas damas da noite que trabalhavam na casa noturna, porque depois de consumir o produto durante a noite com todas as regalias e direitos que a casa oferecia, na hora de pagar a conta o folgado informou que não tinha o dinheiro.

Então para não ficar no prejuízo as funcionárias do local resolveram segurar o homem até que ele pagasse a dívida, diante desse fato o dono responsável pela casa noturna concordou em liberar o homem só depois que ele que pagasse toda a dívida adquirida na noitada anterior.

Depois que a Guarda Civil localizou o paradeiro do homem desaparecido, ele e as funcionárias do local a qual ele ficou devendo foram parar na delegacia para prestar esclarecimentos. O fato gerou muitos comentários nas redes sociais, alguns internautas chegaram a pedir que colocassem a foto do homem na notícia.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]