Coronavirus: As horas mais difíceis da família de Lorenzo Sanz: “Sem adeus, sem enterro, “

As horas mais difíceis da família de Lorenzo Sanz: “Não podíamos dizer adeus, vigiá-lo ou incinerá-lo”

Seu filho Fernando contou à Antena 3 como todo o processo tem sido com o pai na UTI e a solidão com a qual ele vive durante a quarentena, algo assim.

23 de março de 2020 10:09

DOENÇAS INFECCIOSAS POR CORONAVIRUS INFECÇÕES POR MADRID

O Bernabéu

Notícias relacionadas

A mensagem emocional dos filhos de Lorenzo Sanz após a morte do pai

Florentino Pérez: “Eu tenho tido um relacionamento muito chegado  com Lorenzo Sanz nos últimos anos”

De Casillas a Guti: as reações do mundo do esporte à morte de Lorenzo Sanz

“Escrevemos mensagens WhatsApp, algumas responderam e outras não. Ele disse à minha mãe que ele estava melhor; para mim ele dizia que estava mal,  e a última coisa que ele disse foi: ‘eu te amo muito’ ‘”, disse Fernando Sanz à Antena 3.  Ele diz que Eles não puderam estar com ele nas últimas horas: “Não podíamos dizer adeus, nem visita-lo  … ou qualquer coisa”.

“O mais triste é que você nem pode incinerá-lo. Você tem que esperar até o dia 24, que eles o incineram, e depois mandam para casa, como se fosse um pacote … assim”, explicou ele sobre o processo que continua com aqueles que morreram do coronavírus, uma doença que afeta milhares de famílias na Espanha.

Espanha soma 2.182 mortos, 462 a mais que no domingo e mais de 33 mil infectados | Existem 2.355 pessoas na UTI e 3.355 tiveram alta | Carmen Calvo, hospitalizada por uma infecção respiratória | Mil espanhóis presos em outros países voltaram neste fim de semana





Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.