Coronavírus:Enfermeira brasileira na Itália relata como está sendo a sua luta “Somos treinados a lidar com a morte, mas não nos acostumamos”

A brasileira Cláudia de Morais, trabalha no hospital em Milão, gravou um vídeo para a família, mas este acabou se espalhando pelas redes sociais.

A enfermeira, só atende utentes que estão infetados com o novo Coronavírus, e conta como está sendo o seu dia a dia. Cláudia, é natural de Goianápolis, Goiás, mas já reside na região de Milão no norte de Itália, há 20 anos. Uma das regiões atualmente mais afetadas do Covid-19.

Mas já há mais de um mês, as mesmas imagens batem na cabeça da enfermeira. Trata-se de pacientes com tosse, dificuldade em respirar, e com complicações mentais pela falta de oxigênio. Segundo o relato de Cláudia, ela conta que:”muitos acabam por morrer ainda no pronto-socorro mesmo, em cima da maca porque atualmente não temos mais leitos adequados, porque não dá tempo”. Todos com uma suspeita, ou mesmo confirmação com o novo coronavírus.

PUBLICIDADE

A enfermeira trabalha no hospital, Policlínico San Donato, que fica na periferia da cidade, onde passou unicamente a atender pacientes infetados com Covid-19.

“Neste momento estamos vivendo uma árdua guerra”, repete várias vezes, dizendo que o seu trabalho é muito angustiante no hospital, e o desânimo de ver os pacientes morrendo sozinhos, sem qualquer contacto com a família. Mas também deixa esclarecido que: não se torna mais especial, pelo papel que tem feito.

PUBLICIDADE

Nós não somos heróis. Mas fazemos o que podemos pelo  nosso trabalho dia a dia, com muito medo, como todas as outras pessoas,mas temos esse dever perante todos”,acrescenta.

No último fim de semana,Luciano Huck através da sua rede social, publicou um vídeo da enfermeira brasileira. Ela que estava preparada com o seu uniforme de enfermeira onde deixava um alerta:”Quem vai para a UTI  as oportunidades de não morrer são muitas, mas infelizmente não tem lugar para todos(…)Podem acreditar que é muito pior que vocês imaginam.

O vídeo se tornou viral.Mas não era para ser divulgado, era um vídeo privado que a jovem tinha enviado para uma pessoa para enviar no grupo de família no WahstApp. Por questão de profissionalismo o vídeo não será divulgado neste artigo.

“Quando fui ver o vídeo, tinha milhões de pessoas que assistiram. Mas não percebi porquê”,diz. “Nunca me aconteceu isso, me assustei demais.Agora estou tentando pensar que minha família, é o Brasil todo”, brinca sentindo se orgulhosa por ser uma brasileira na linha da frente de combate da pandemia.

“Sou de uma realidade bastante humilde. Sou uma pessoa resiliente desde criança, sempre me habituei ao sofrimento.Ter nascido e crescido no Brasil, me fez mais forte”,finaliza.

O objetivo de Cláudia, era que o vídeo convence-se os idosos da sua família a não saírem de casa, se protegerem, mas ela teme que o vídeo tenha causado ainda mais pânico na população. Então agora ela reforça:”não entrem em pânico.Mas tomem cuidado”.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!