Criança de 10 anos pega bicho de pé, caso complica e assusta médicos

A menina veio passar alguns dias no Brasil e voltou com bichos de pé para seu país de origem.

Aqui no Brasil, é muito comum, e a maioria já ouviu falar em bicho de pé. Porém na Inglaterra, este diagnóstico é bem raro, tanto que poucos sabem do que se trata.

Este foi um caso de uma família inglesa, que passou alguns dias passeando, no Brasil e ao retornar para casa, a filha do casal, de 10 anos, estava com bichos de pé.

PUBLICIDADE

Os pais da garota, não sabiam e nem entendiam o que estava acontecendo com os pés criança e só buscaram ajuda médica, 10 dias depois de terem voltado para a casa, na Inglaterra. Os pés desta menina, se encheram de bicho de pé, ficou aterrorizante.

O caso foi tão assustador e grave que virou notícia de uma revista cientifica chamada The New England Journal of Medicine.

PUBLICIDADE

Ao passar por atendimento médico, os profissionais examinaram e analisaram o caso e decidiram que o melhor caminho, seria remover os bichos de pé, através de intervenção cirúrgica. Após passar pela cirurgia de remoção, a criança continuou com o uso de medicamento, antibiótico tópico.

Você sabe o que é bicho de pé?

Bicho de pé é um inseto sifonáptero pertencente à família de tungídeos. É comum serem encontrados em regiões da América do Sul, no Caribe e na África Subsaariana. Ele se desenvolve em solos quentes, locais secos e arenosos, raramente é encontrado em locais urbanos.

A fêmea do parasita Tunga penetrans transmite uma infecção de pele, a contaminação acontece quando uma pessoa pisa sem os calçados em um local que contém a contaminação, desta maneira, a larva entra na pele humana e de animais, formando uma ulceração, ou seja, uma lesão circular pequena de cor marrom com as bordas claras.

A partir do momento que a fêmea se instala na pele, ela passa a sugar o sangue do hospedeiro, para que assim passe a alimentar os parasitas que estão sendo gerados.

Quando a pessoa é contaminada pelo bicho de pé, além do visível aspecto causado na pele, ela sente muita coceira. Embora seja mais comum que o parasita se instale nos pés, ele também pode se desenvolver em outras partes do corpo, basta o contato da pele com o local contaminado.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]