“Cuida do paizão aí, e me dá um rumo que fiquei sem ele”, a despedida do filho depois de perder o pai e a mãe em menos de 30 dias de Covid-19 em Rio Branco

A dor de quem perde as pessoas que mais amam em curto tempo.

Filhos perdem os pais em menos de trinta dias para a doença do novo coronavírus. Vinicius de Freitas de 33 anos, deu o último adeus à mãe com uma frase de deixar o coração partido. Antônia Damasceno de 68 anos anos faleceu nesta sexta-feira(22) vítima da doença em Rio Branco.

“Cuida de mim aí com o paizão, e por favor me  dá um rumo, porque agora fiquei sem ele”, são as últimas palavras ditas pelo filho no último adeus da sua mãe.

PUBLICIDADE

Tudo foi tao rápido, em menos de um mês, ele perdeu também o pai, Wilson Júlio de 63 anos. O aposentado se sentiu mal, e se dirigiu até ao pronto-socorro de Rio Branco, e acabou por falecer no dia 30 de abril. Enquanto estava sendo entubado, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

Ambos viviam juntos à trinta e sete anos. Antônia era professora, já aposentada e soube que estava infectada com a doença no dia 3, após ter perdido o marido. Ela já pertencia a um grupo de risco, já tinha feito um transplante e sofria de tensão alta, e o quadro foi piorando e acabou por falecer nesta última sexta-feira na Unidade de Terapia Intensiva , onde ficou internada as últimas duas semanas.

PUBLICIDADE

Ela deixa assim dois filhos, Vinícios e Vanessa de 36 anos, e dois netos nos quais tinha uma grande paixão. Nos últimos anos, ela dedicava a sua vida a ensinar o verdadeiro orgulho que tinha de ser educadora do ensino escolar. Ela dedicava cada momento há família.

“Ela amava cozinhar para a gente, passear aproveitar cada momento.Era aquele vidinha de ser aposentada mesmo”, recorda.

A filha mais velha, recorda a mãe, como ela gostava de ajudar todo o mundo. Ela não deixou apenas os filhos órfãos, mas a sua perda também abalou todos aqueles que ela convivida diariamente dos parentes aos amigos.

“Minha gratidão mãe por ter sido sempre a minha luz, minha guia, meu exemplo. A partir de agora meus dias são de luta, sem escutar a sua voz, sem contar os dias para te poder dar um abraco, sem sentir sem nada. Mas sei que o amor, une até nos encontros que irão ser mais sublimes. Te amo, mãe”,se despediu.

Os filhos tentam erguer em frente, quem ficou mais abalado foi Vinicius, ele conta que a vida dos pais foi uma grande batalha, mas jamais eles desistiram de lutar, os dois juntos eram uns guerreiros.

“Eu tentei os preservar ao máximo que podia, mas infelizmente não foi o suficiente. Chegou essa doença desbastadora, e Deus parece que vai escolhendo quem ser curado e quem vai morrer. Eu sempre acreditei que Deus tem um proposito na nossa vida, temos uma missão, por isso vou me manter forte, até porque meu pai não ia gostar de eu me ficar lamentando tempo todo”,finaliza

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!