Damares minimizou covid-19 “Chegamos a maio sem um milhão de mortos”

Em uma publicação através da rede social

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, por meio de sua rede social, o twitter, “comemorou” o cenário atual de óbitos no país por não ser maior, e ainda fez a afirmação que a oposição acabou criando uma crise no governo por causa da saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça.

Ela escreveu o seguinte em sua conta: “nós conseguimos chegar a maio sem um milhão de mortos ( claro que nos estamos tristes com todas as 6 mil pessoas que perdemos), sem pessoas nas ruas se matando por fome, ou povos indígenas dizimados. Como eles não conseguiram ter o caos para explorar o presidente Jair Bolsonaro, tentaram então criar uma crise usando o ex juiz Moro”.

PUBLICIDADE

O país já registrou até ontem, cerca de 6.329 mortes causadas pela nova doença do covid-19, e houve também um aumento de 428 obitos em apenas 24 horas.

O Brasil tem registrado um recorde por mortes diárias, que no caso, são registradas mais de 400 por dia. Já o numero de casos confirmados também vem crescendo exponencialmente, cujo já registrados são de 91.589.

PUBLICIDADE

Esses números foram divulgados pelo Ministério da Saúde ontem. Um novo balanço ainda deve ser realizado para atualizar novos casos e novos óbitos decorrentes da doença, que vem se espalhando rapidamente.

Nesta ultima quinta-feira, 30 de abril, o Brasil conseguiu superar o numero de casos confirmados da China, e superou também o numero de óbitos, se tornando o décimo país no ranking mundial da Universidade de Johns Hopkins.

Os casos vem dobrando a cada cinco dias e meio no Brasil. Um aumento grande da velocidade de contaminação. Já na cidade de São Luiz, o numero de casos confirmados dobram a cada 3 dias e meio. Foi ordenado pela justiça o bloqueio completo, conhecido como lockdown.

 

Escrito por V Guimarães

Colunista de todos os assuntos, como tv, famosos, culinaria, medicina, filmes, series, saude, bem-estar, lazer. Gosto de todos os assuntos