Depois de contrair a Covid-19, dona de casa sofre um infarto durante o internamento em Jundiaí : “Foi um milagre. Eu renasci”

Paciente reside em Várzea Paulista(SP), mas permaneceu durante 31 dias no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundaí.

Maria Nilvan dos Santos Barros, de 53 anos, dona de casa, foi mais um vítima do novo coronavírus, e irá ficar com uma recordação que jamais irá esquecer. No período de internamento, na UTI ela sofreu uma parada cardíaca. Depois de ter estado um mês internada, e teve alta no último dia 7 de julho.

Ao site G1, Maria conta que os primeiros sintomas, da doença deram inicio em junho. “Me sentia muito indisposta.  No dia 3 de junho,m voltei ao UPA, fui observada por um médico, fiz uma medicação, e voltei para casa e retomei o meu dia a dia normal.

PUBLICIDADE

Mesmo se sentindo incômoda com um mal estar, a aposentada jamais imaginaria, que poderia ser devido ao coronavírus, até ao momento que os sintomas se manifestaram mais graves.

“Após dois dias da primeira consulta, eu me sentia muito mole, indisposta,ânsia e acabei por vomitar. Também tinha perdido o paladar, tudo que comia não tinha mais sabor”, explica.

PUBLICIDADE

Nesse mesmo momento, a dona de casa, se dirigiu novamente ao UPA. A aposentada, conta que chegou a perder a consciência, e foi a partir desse momento que o seu quadro se tornou mais grave, sendo reencaminhada do UPA de Várzea para o hospital de Jundiaí.

“Foi então que pedi, ao meu filho para que me levasse de novo ao médico. Desde desse momento, não me recordo do que aconteceu mais, apenas do que me falam. Uns dias depois, eu já acordei no Hospital São Vicente, onde sofri uma parada cardíaca no período de entubação”.

Ainda no momento, que dona Maria estaria sendo reanimada da paragem cardíaca, ela conta que escutou diversas vozes, pedindo que ela voltasse. “Eu escutava o médico a dizer: volta, dona Maria, volta!Foi Deus e Nossa Senhora Aparecida, que apareceram nessa hora e me devolveram à vida. Eu renasci”, confirma.

Quando a aposentada, acordou foi demorado ela perceber o que teria ocorrido.

“Eu não me lembrava o que aconteceu, e porque estava ali. Aos poucos os médicos foram me contando. Eu acordei por um milagre”, conta.

Ela não sabe, como ficou infectada  com o  vírus, mas acredita que com a piora da doença, tenha sido causada por outros problemas de saúde. A aposentada conta que:”também sou diabética e hipertensa. Acho que peguei uma bactéria nos rins, e isso piorou mais o meu estado de saúde”.

Após duas semanas de ter alta hospitalar, a aposentada quero agora mais que tudo, aproveitar todos os momentos com a família, e reforçar a sua fé.

“Já tinha muita saudade dos meus filhos,e marido. Regressar a casa, foi um milagre de Deus, na minha vida. Logo que essa pandemia termine, eu vou até Aparecida agradecer pessoalmente à Nossa Senhora Aparecida”, finaliza.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!