Médico faz descoberta assustadora após o nariz da mulher escorrer por anos

E graças a Deus, Kendra foi diagnosticada quando o fez. Se não fosse tratada em tempo hábil, um vazamento de fluido cerebral pode levar a uma infecção grave.

Os médicos passaram anos culpando o nariz seco de Kendra Jackson por resfriados e alergias. Mas quando um especialista finalmente chegou à raiz do problema, ficou estarrecido e viu que o gotejamento contínuo não era muco, afinal. A mulher de Nebraska sofria de um vazamento de fluido cerebral! Acredite se quiser!

Kendra em todo canto que ia, tinha que levar um lenço, pois seu nariz não parava de escorrer, era em supermercados, em shoppings, enfim, em todos os lugares literalmente ela tinha que levar o lenço para enxugar seu nariz.

“Em todos os lugares que eu ia, eu sempre tinha uma caixa de puffs, sempre enfiada no bolso”, disse ela . “[Foi] como uma cachoeira, continuamente, e então escorria para o fundo da minha garganta.”

Ela passou a viver um verdadeiro pesadelo, seu nariz não parava de escorrer, parecia uma cachoeira, nem mesmo ao dormir ela tinha alívio de tal incomodo.

“Eu não conseguia dormir, era como um zumbi”, lembrou Kendra.

Kendra foi a diversos médicos, muitos falaram que seu problema era devido a inúmeros resfriados consecutivos, outros já diziam que era devido a uma alergia crônica, mas nenhum chegava a um diagnóstico preciso, o que a deixava totalmente angustiada e com poucas esperanças.

O gotejamento ininterrupto atormentou Kendra por cinco anos até que finalmente ela conseguiu um diagnóstico adequado.

Kendra já havia visitado vários médicos, incluindo especialistas. Farta de ir em inúmeros médicos, ela foi até o consultório de outra especialista em ouvido, nariz e garganta (ENT) e exigiu que a médica descobrisse a verdadeira causa. Felizmente, Deus a trouxe para o lugar certo!

Kendra havia sobrevivido a um grave acidente de carro anos antes, e resolveu contar toda sua trajetória até ali para a médica a fim de que ele traçasse algum diagnóstico preciso, então foi o que aconteceu.

Dra. Barnes reuniu todo o quebra-cabeça e percebeu que o nariz escorrendo de Kendra não era resultado de muco. Não tinha nada a ver com alergias, resfriados ou qualquer outra conclusão anterior do médico. Ela diagnosticou Kendra com um vazamento de líquido cefalorraquidiano (LCR).

Estima-se que Kendra estava perdendo cerca de meio litro de fluido cerebral a cada dia pelo nariz. Em cima do aborrecimento e interrupção no sono, o gotejamento também estava causando suas dores de cabeça. E graças a Deus, Kendra foi diagnosticada quando o fez. Se não fosse tratada em tempo hábil, um vazamento de fluido cerebral pode levar a uma infecção grave.

Kendra fez uma cirurgia não tão evasiva, e a cirurgia foi um sucesso.

Escrito por Brasil Notícia