Deserto vira cemitério: pandemia do Covid-19 promove o caos no Iraque

Mais de 3 mil pessoas já foram enterradas em um deserto no Iraque, confira

A pandemia da nova doença do coronavírus teve seu primeiro registro na China, no final do ano de 2019.

Não demorou muito tempo para que o vírus se espalhasse por diversos países do mundo e até o momento já matou milhares de pessoas.

PUBLICIDADE

Governantes de diversos cantos do planeta tentaram muitas medidas para impedir o avanço da doença. Entre elas a mais famosa, a quarentena e a paralização das atividades comerciais.

Apesar dos esforços, o vírus não perdeu sua força e só no Brasil, mais de 88 mil pessoas morreram até o momento. São quase 2 milhões e meio de casos confirmados.

PUBLICIDADE

O Iraque se tornou um dos assuntos mais comentados após viralizar com um ‘deserto de mortos’. Isso por que estão utilizando os desertos como cemitério e as imagens repercutiram na internet.

Mais de 3 mil vítimas do Covid-19 foram enterradas em um único deserto no Iraque e o país soma pouco mais de 4500 mortes. Um profissional da saúde que trabalha em um hospital iraniano comoveu muita gente com seu desabafo.

Segundo o homem, teria matado sua própria família ao transmitir o novo coronavírus para eles. “Eu infectei minha mãe, meu pai, meus irmão e irmãs”, disse o rapaz.

As vítimas enterradas no deserto estão recebendo um ‘velório’ graças aos esforços de voluntários. A Força de Mobilização Popular do Iraque, que em dias normais luta contra o Estado Islâmico, deixou as armas de lado para ajudar na pandemia.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.