Dois homens morrem em São Paulo por causa da doença do pombo e os moradores ficam em estado de alerta

Os sintomas da doença podem ser facilmente confundidos com os de uma gripe forte.

Dois homens morreram em São Paulo em decorrência da doença do pombo e a população fica assustada. As vítimas são um cinegrafista de 43 anos e um empresário de 56 anos que morreram no último mês na cidade de Santos que fica no litoral de São Paulo, os dois foram vítimas da criptococose conhecida popularmente como doença do pombo.

De acordo com informações da prefeitura não há uma obrigatoriedade de serem notificados casos da doenças, mas a prefeitura afirmou que já está realizando ações para prevenir que mais pessoas sejam infectadas pela doença do pombo.

O empresário José Wilson de Souza faleceu no último dia do último 18 de julho e o cinegrafista Mauro Sérgio Gil Senhõr morreu no dia 23 do mesmo mês, os dois ficaram internados por quatro meses em hospitais diferentes da cidade. Os dois apresentaram uma vida ativa e saudável de acordo com os familiares.

Os sintomas que os dois homens apresentaram eram muito semelhantes e foram caracterizadas como dor intensa de cabeça, tontura febre, falta de ar e muito cansaço. De acordo com informações a doença do pombo pode ser confundida facilmente com sintomas de uma gripe mais forte. O quadro dos pacientes se agravaram e o empresário entrou em coma falecendo em seguida.

As fezes do pombo são responsáveis pela a doença que causa infecção por fungos que se proliferam através dessas fezes e também nos ocos das Árvores. A infecção se espalha pelo ar e o risco de contaminação em ambientes fechados é muito grande principalmente em locais onde há uma grande população de pombos. Depois que é inalado o fungo vai direto para o pulmão da pessoa migrando para o sistema nervoso central.

Escrito por Cláudia Lm

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.