É divulgado o laudo com a causa da morte da mulher que foi encontrada enterrada no quintal; detalhes chocam

O laudo não coincide com as informações passadas em depoimento pelo suspeito.

Na última quinta-feira, dia 18 de fevereiro, foi divulgado o laudo sobre a causa da morte da mulher, que foi enterrado no quintal de sua casa.

De acordo com informações da polícia, o relatório afirma que ela foi atingida nas costas por uma arma branca, o que acabou causando lesões pulmonares.

PUBLICIDADE

Além disso, de acordo com fontes policiais, o relatório também indicou que a filha menor foi espancado na cabeça, causando ferimentos na cabeça.

Ela também foi encontrada morta junto a mãe, ambas enterradas, a filha adolescente teria sido presa. Por outro lado, seu marido estava fugindo da policia, mas acabou sendo preso no canteiro de obras onde estava trabalhando, isso no dia 8 de fevereiro.

PUBLICIDADE

Ao ser preso, o marido da vitima contou em detalhes como teria tirado a vida da esposa, primeiro ele disse que tudo começou com uma briga, ele teria tentado se defender da mulher e acabou a acertando com um golpe de faca.

Em seguida ele revelou que matou a enteada asfixiada usando as próprias mãos, ele teria feito isso depois de um mês de ter matado a mulher, isso depois da filha perguntar diversas vezes pela mãe.

De acordo com o delegado que está investigando o caso, Cláudio Filho, a faca que foi supostamente usada pelo criminoso para matar a esposa não foi encontrada.

Após a divulgação do lado enviado pela pericia, onde mostra que a situação não ocorreu como mencionado pelo acusado, ele terá que ser novamente interrogado para prestar esclarecimentos as autoridades.

A adolescente filha da vitima será interrogada pelo juiz que acompanha o caso, atualmente ela está em uma fundação casa aguardando o proceder do caso.

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.