Em apenas 15 dias, homem perde a mãe e esposa vítimas de covid-19 em SC e faz apelo: “Mais uma vez estamos vivendo um luto, levem a sério, a doença mata”

Homem está destrocado depois de ter perdido a mãe e a esposa com covid-19 na cidade de Joinville.

A jovem teria completado o seu último aniversário na passada quinta-feira (18), onde permaneceu  internada na UTI. Alessandro Santos, marido de Juliana relata o momento de dor que está passando nesse momento. Depois de ter perdido a esposa, a mãe dele de 67 anos também teria falecido pouco antes a 5 de junho vítima da doença.

“Neste momento, a nossa família foi mais uma vez apanhada com o  novo coronavírus. A minha mãe e a minha esposa, ainda permaneceram internadas, mas ambas acabaram por não conseguir fazer frente à doença. As duas tiveram óbito declarado, primeiro a minha mãe, e depois a minha esposa, tudo isso em apenas 15 dias”, afirma o marido.

PUBLICIDADE

Queria também aproveitar esse momento para conscientizar vocês, que esse vírus é assassino. Aqui está mais uma família sofrendo o luto, devido à doença que está desbastando o mundo. Tem que se proteger sim, cuidar sim, essa dor que nós estamos a atravessar, que mais ninguém tenha que passar por isso. Dói demais.”, disse.

O marido conta ainda, que nada desses problemas, impediam a esposa de viver bem, e de acompanhar o crescimento  das adolescentes e também de continuar a realizar os seus objetivos já tinham juntos há 16 anos, desde que iniciaram o namoro, em Itanhaém (SP).

PUBLICIDADE

Há uns cinco anos, nós mudamos para Joinville, para tentar uma vida melhor, e estávamos a realizar esse desejo. Compramos um pequeno (imóvel), geminado na planta que irá ser finalizado dentro de um mês. Mas infelizmente, não deu tempo de ela morar lá”, lamenta Alessandro.

“Era uma pessoa que cativada de ‘alma e coração’. Era o meu pilar, e de toda a família. Jamais imaginaria isso, nem nos meus piores sonhos passar por isso”,contou o viúvo.

“Jamais imaginaríamos que poderia ser a doença. Mas até que então, eu a minha esposa e as minhas filhas, todas tivemos contacto com ela”, recorda.

“Ela iniciou a sentir falta de ar, e foi internada. O resultado do teste veio dois dias depois, e no terceiro dia, informaram que ela precisava de ser entubada de urgência. Essa foi a última vez que conversei com ela por vídeo chamada”, afirma o marido.

“É triste, mas não pude ver a minha mãe, nem sequer o seu caixão. É triste demais essa situação, de não saber se é a pessoa mesmo que está ali, de não poder de dar o ultimo adeus”, disse o viúvo.

Em pouco menos de duas semanas, ele recebeu uma chamada do hospital, falando que apesar do estado clínico da esposa ter evoluído, por um tempo ela estava totalmente dependendo dos aparelhos Naquele instante, Alessandro conta que estava sentindo que estava perdendo a esposa.

“Os médicos, olharam na condição física que eu estava, e como tinha perdido recentemente a minha mãe. E como já teria contraído a doença, eles puderam dar permissão para a minha entrada.Foi um momento único, me despedir, aliviando assim um pouco da doe. Tudo isto foi uma pancada muito grande”, relembra.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!