Empresário é preso por espancar a companheira a socos dentro de casa na Baixada Fluminense

O agressor acreditava que não poderia ser preso.

Na noite desta terça-feira dia (23), foi detido em flagrante em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, o proprietário de uma gráfica.

Gustavo Cardoso Rosa, de 37 anos, acusado de agredir sua companheira dentro de sua residência. Tamires de Sant’anna Gonçalves foi espancada a murros, por Gustavo que estava se relacionando por 8 meses.

PUBLICIDADE

De acordo com a delegada Mônica Areal, da Delegacia de Atendimento à Mulher de Nova Iguaçu, estabelecida na mesma região, em flagrante o detido foi preso bebendo whisky.

Em boletim de ocorrência ficou registrado que a vítima ficou com um grande hematoma em seu olho esquerdo pelos murros acertados em seu rosto.

PUBLICIDADE

O suspeito disse que não poderia ser preso pelo ocorrido, pois para ele foi “somente uma briga entre casal”.
“Eles (homens) acham que não é crime, acham que foi uma discussão normal de casal. Na hora da prisão, ele não esperava que os policiais estivessem lá e estava tomando, tranquilamente, um whisky”, conta a delegada.

Com a investigação foi relatado que Gustavo já cometeu violência doméstica contra outra mulher que já se relacionou.

No depoimento a vítima disse que seria a primeira vez que tinha sido agredida por ser companheiro após as brigas.

“Ela diz que foi a primeira vez, geralmente, esses casos vêm em um crescente, e ela estava bem lesionada. É uma situação complicada, delicada, mas cabe à polícia protegê-la.

A primeira coisa é tirar o agressor de perto da vítima. Ela teve coragem e, graças a Deus, nós tivemos um trabalho efetivo e tiramos ele de perto dela”.
Violência Doméstica  

A Violência doméstica é algo que vem acontecendo dia após dia, muita das vezes até mesmo perto de nós e acabamos não percebendo.

As mulheres sofrem cada vez mais de seus companheiros, é algo que deve ser denunciado.

A mulher que for agredida tem em seu favor a lei Marinha da Penha, onde é tomada medidas protetivas em que o agressor pagará pelo crime cometido.

A mulher não deve ter medo de denunciar, pois cada dia que se passa o sofrimento fica maior, então que façam bom uso das leis a seu favor, pois agressão é crime, nenhum ser humano deve ser agredido.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]