Especialistas dizem que usar máscara diminui contágio da covid-19, mas apenas se não mover a cabeça

Cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, testaram a eficácia de sete tipos de máscaras de proteção facial contra a Covid-19, incluindo versões caseiras e máscaras médicas.

Uma nova pesquisa concluiu que usar máscara diminui sim a chances de contrair o novo coronavírus. Mas, tem um porém os pesquisadores disseram que protege desde que não faça movimentos com a cabeça.

Os pesquisadores da  Universidade de Edimburgo, na Escócia, realizaram o teste com eficácia com cerca de 7 máscaras facial contra a doença, mas,claro incluindo as fabricadas em casa e também vendidas para médicos.

PUBLICIDADE

A conclusão demostrou que usar máscara pode bloquear a chances de alcance de partículas liberadas por um pessoa que esteja contaminada ao seu redor por aproximadamente 90% de proteção.

PUBLICIDADE

A especialista Felicity Mehendale, cirurgiã no Centre for Global Health, no Usher Institute, da Universidade de Edimburgo, comunicou ao jornal Mirror Online:”isso muito animador saber que as máscaras produzidas em casa tem boa eficacia de proteção tão bem quanto as compradas em farmácias, de forma a bloquear e proteger o individuo que estar usando de serem atingidos por partículas que saem da fala ou da respiração de outra pessoa que talvez esteja contaminada”.

Com isso, os pesquisadores relataram que as máscaras não são eficazes na hora em que fazemos movimentos com a cabeça para o lado. Isso por que nessa posição ficamos mais vulneráveis de sermos infectados por conta das partículas infecciosas que podem entrar em sua boca ou nariz.

Geralmente, respiração forte e tosse representam atos capazes de provocar jatos de partículas de infecção da covid-19.

As informações demostram que é recomendável usar máscaras mais apertadas coladas com o rosto, esta sim pode trazer uma boa proteção contra o  SARS-CoV-2.

Infelizmente, alguns estudos feitos por Ignazio Maria Viola, da Escola de Engenharia, da mesma faculdade, e co-autor do estudo, contou que: “percebemos que algumas máscaras liberam a entrada de partículas de vírus pelas laterais e saída, e dessa forma abaixando os benefícios de proteção das pessoas que estão usando e também para aquelas que estão a sua volta”.

Mehendale ainda disse que, ” é melhor evitar ao máximo de virar a cabeça para o lado quando for tossir ou espirrar e não esquecer de observar do seu lado ou atrás se tem alguma pessoa também usando máscara”.

Até o momento umas das formas eficazes de proteção contra o vírus, é quarentena e se forem sair usem máscara para entrarem nos estabelecimentos essenciais como mercados e  farmácias e também procure sempre lavar as mãos e use álcool em gel sempre que puder.

Escrito por Wellington Pereira Da Silva

Sou Estudante e redator amo escrever as melhores notícias ,curiosidades, historias ,dicas e entretenimento você encontra por aqui.