‘Eu tive 12 filhos com meu pai; 7 morreram, 6 foram feitos na cama da minha mae’, relato impressionante da mulher que foi vítima do pai

No interior de Recife vive Severiana, uma mulher que sofreu abusos do próprio pai, dos 9 aos 38 anos.

Severiana relata que durante toda a sua vida ela não frequentou a escola e nem fez amizades. Não teve oportunidade de encontrar um namorado nem de ir em festas. Essa situação só foi mudar quando ela já era adulta e com 38 anos, quando mandou matar o próprio pai, Severino Pedro de Andrade.

O trabalho na roça teve início ainda na sua infância, aos 6 anos de idade. Aos 9 anos, em um dia de trabalho, o seu pai a arrastou para uma mata, amarrou sua boca com a blusa e tentou violenta-la. Ela chutou o nariz dele para tentar se defender e ele retirou uma faca, que fez cortes no pescoço e no joelho. Ele tentou novamente, mas não conseguiu nesse dia.

PUBLICIDADE

Severiana tentou contar para sua mãe o que seu pai havia tentado fazer, mas sua mãe a deixou sem almoço e disse para ela fazer o que ele queria, nas suas palavras “filha tem que ser mulher do pai”. No mesmo dia, sua mãe a entregou ao seu pai. No outro dia, ela mal conseguia andar. Desde o primeiro ato violento, seu pai passou a abusar dela pelo menos 3 vezes na semana.

Aos 14 anos de idade, severina teve sua primeira gravidez. Ela chegou a ter o filho, mas ele não resistiu. Durante a vida ela teve 12 filhos, todos frutos dos abusos do próprio pai. Sete desses filhos morreram, e 6 foram concebidos na cama de sua mãe, pois ela, sua mãe e seu pai dormiam juntos.

PUBLICIDADE

Um dia sua irmã disse que queria um namorado. Severino, então, tentou agarrá-la também. Nas palavras dele, ela não precisava de namorado pois ela já tinha um “touro” em casa. Nesse mesmo dia sua mãe fugiu com suas oito irmãs.

Desde então, Severiana sofreu diversos abusos íntimos, físicos e psicológicos, tentando até tirar a própria vida diversas vezes.

Quando seu pai tentou abusar de sua filha, ela resolveu dar um basta em tudo. O único caminho encontrado por ela foi pagar para que Edilson Francisco de Amorim e Denisar dos Santos, assassinassem o seu pai. O assassinato aconteceu no dia 15 de novembro de 2005.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.