Família carbonizada: de onde partiram as ameaças e quem sao os culpados?

A polícia investiga uma possível reviravolta no caso da morte de pai, mãe e filho queimados dentro de um carro em Jarinu

 

Murilo de 25 anos e a esposa da Raquel juntamente com seu filho Heitor, foram encontrados carbonizados dentro de um carro na cidade de Jariru interior de São Paulo. O caso era o mistério pois ninguém sabia o real motivo do crime, mas a mãe de Murilo conta que o filho recebeu sim ameaça de morte quando ele estava preso.

O pai da moça não esconde que não aceitava o relacionamento da filha com Murilo, ele disse que sempre alertou a filha para tomar cuidado com as amizades e com quem se relacionava, inclusive com Murilo por ele já ter passagem criminal e por ser ex-presidiário.  O sofrimento das famílias deve se prolongar mais alguns dias pois  não há previsão para o enterro das vítimas, os corpos das vítimas ainda permanecem no IML de Jundiaí.

A família foi preciso fazer exame de material genético para poder identificar as vítimas pois o reconhecimento não foi possível já que estavam todos os carbonizados. Murilo deixou a cadeia em novembro do ano passado ele foi preso acusado de homicídio a uma vítima segundo o boletim de ocorrência tinha 14 anos quando foi baleada por ele e um comparsa em uma tentativa de assalto em 2015, uma testemunha reconheceu Murilo e ao ser preso ele entregou o comparsa Otair. Murilo e seu comparsa cumpriram ao mesmo tempo de prisão, a declaração da mãe de Murilo é a única pista para tentar desvendar o mistério da morte da família carbonizada.

Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.