Ginecologista é preso depois depois de abusar de várias pacientes durante consultas

As vítimas são de diferentes cidades.

Recentemente, um ginecologista chamado José Adagmar Pereira de Moraes passou a ser acusado de abusar sexualmente de suas pacientes enquanto fazia consultas nas mulheres.

O ginecologista tem 41 anos de idade e foi levado detido pela polícia depois que algumas das pacientes denunciaram os abusos, que aconteciam dentro do consultório do médico.

PUBLICIDADE

De acordo com informações divulgadas através do portal R7, o número de vítimas do abusador está em 16, mas ele ainda pode ter feito outras vítimas que não o denunciaram ainda.

A Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) de Suzano, São Paulo, está fazendo investigação a respeito do caso para encontrar coletar todas as informações sobre o crime.

PUBLICIDADE

De acordo com a delegacia, das 16 vítimas de José, 11 são moradoras de São Paulo, enquanto as outras 5 são do estado do Pernambuco.

A primeira denúncia de abuso contra José foi realizada há cerca de dois meses por uma jovem de 23, que acusou o ginecologista de ter abusado dela dentro do consultório, que fica localizado em São Paulo. Depois disso, começaram a vir outras denúncias contra o homem, contra o qual o Ministério Público pediu a prisão.

De acordo com o relato da vítima, José a tocou de maneira inapropriada durante a consulta, diferente do normal, o que fez com que ela procurasse as autoridades. Depois que o homem foi detido, a polícia ficou sabendo que ele já havia recebido outra acusações pelo mesmo crime em outras cidades.

 

Escrito por Lane C

Colunista de notícias relacionadas à Televisão, famosos nacionais e internacionais, saúde, humor e também curiosidades no geral.