Governo: Caixa não vai antecipar 2ª parcela de R$600,00 do auxílio emergencial

A Caixa Federal havia anunciado que anteciparia a 2ª parcela a partir da quinta-feira (23). Segundo o Ministério da Cidadania, razões legais e orçamentários impedem o adiantamento; nova data não foi informada.

Bomba!!! Caixa não irá antecipar 2ª parcela de R$600,00 do auxílio emergencial. Por quê?

A Caixa Federal havia anunciado que anteciparia a 2ª parcela a partir da quinta-feira (23). Segundo o Ministério da Cidadania, razões legais e orçamentários impedem o adiantamento; nova data não foi informada.

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (22), o Ministério da Cidadania informou que o governo não irá antecipar a 2ª parcela referente ao auxílio emergencial de R$600,00 onde estava previsto o pagamento a começar na quinta-feira (27). Porém, na ultima segunda-feira (20), a Caixa Federal preparou uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto anunciando a antecipação para o dia 27 de abril.

De acordo com o Ministério da Cidadania, muitas pessoas sequer receberam a 1ª parcela, sendo necessário abrir crédito suplementar, a fim de garantir a antecipação da 2ª parcela, além de ter que pagar a primeira aos que ainda não receberam sequer a 1ª parcela.

PUBLICIDADE

“Questões legais e orçamentários, devido à grande quantidade de solicitantes que ainda estão com ‘status’ de análise, estamos legalmente impedidos de antecipar outra parcela”, assim informou o governo federal.

Na mesma nota, não deixou clara nova data para pagar a 2ª parcela. Segundo a pasta, foi pedido ao Ministério da Economia que seja feita “previsão para suplementação orçamentária urgentemente”.

A Caixa informou que 31,3 milhões de brasileiros receberam a 1ª parcela, o que somou uma quantia de 22 milhões.

Base de dados

Pedro Guimarães, presidente da Caixa havia dito na segunda-feira (20) que era possível antecipar a 2ª parcela, pois o pagamento era possível e superava o número de dados fornecidos pela Dataprev, encarregada de validar as informações passadas pelos beneficiários.

Em nota na quarta-feira (22), o Ministério da Cidadania disse que foram processados até agora 32 milhões de cadastros pela Dataprev e que ainda há 7 milhões em avaliação, sendo concluídos na sexta-feira (24).

 

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.