Grávida de 8 meses que não resistiu com Covid-19, teve contacto com colega em chá de fraldas surpresa:”Parto foi realizado, bebê está bem”

Mãe não resistiu e veio a falecer no 8° mês de gestação, em Anápolis.

Camila Graciano, de 31 anos, estava grávida de oito meses, e morreu no decorrer do novo coronavírus, em Anápolis, Goiânia. Num dia antes, ela teve em contacto com uma pessoa infectada, relara o irmão.

A gestação dela, já era de risco, e por esse motivo, a professora já não saia de casa, durante o decorrer da pandemia. Mas segundo a divulgacao, feita pelo irmão Daniel Hélio Ambrósio, os colegas de trabalho de Camila, realizaram um chá de fraldas surpresa, uma vez que estaria na reta final da gravidez.

PUBLICIDADE

Uma das pessoas convidadas, estava com covid, sem saber, pois não tinha quaisquer sintomas.

“Algumas pessoas que a conheciam, colegas de trabalho, tinha feito uma surpresa de chá de fraldas surpresa, e uma delas estaria infectada com a doença, mas devido a não se manifestar, acabou por não saber.

PUBLICIDADE

Logo após, ela ficou muito doente, e os familiares comunicaram as pessoas que participaram, do chá. Mas infelizmente Camila acabou por ser infectada”, contou o irmão.

Camila de imediato foi internada de urgência, após três dias, depois de ter contato com a colega infectada. A família da gestante, ainda teve muita dificuldade de achar um leito para ela, na data não existia vaga, disponível na UTI, de Anápolis.

Entretanto, o parto de Camila, teve que ser induzido, para poderem salvar o bebê, que também nasceu prematuro, e aos oito meses passa bem.

“Finalmente a minha sobrinha, apresenta bons resultados, está respirando sozinha na incubadora, sem necessidade de balão de oxigênio”, contou Daniel.

 

 

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!