Grávida dá entrada em hospital após ser agredida por marido e perde a vida durante parto em Barra Mansa-RJ

Durante o parto de emergência, a mulher apresentou problemas respiratórios e não resistiu

Uma moradora de Barra Mansa, município do Rio de Janeiro, deu à luz prematuramente depois de ter sido agredida pelo marido. Em seguida, faleceu por causa de uma hemorragia interna.

O bebê está internado em uma UTI neonatal. Maria Edjane de Lima, de apenas 35 anos de idade, deu entrada no Hospital da Mulher, em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro, com sinais de agressão e sangramento na parte íntima, durante a anamnese, ela disse que o esposo a agrediu, com socos e chutes na barriga.

PUBLICIDADE

A maternidade é um dos momentos mais importantes na vida da mulher, principalmente quando a maternidade é bem recebida.

Já no resultado de um teste de gravidez positivo, nasce nomes, surgem sonhos, se acumula amor e esperança. Com a gestação a mulher fica mais sensível e precisa do apoio e da atenção de toda a família.

PUBLICIDADE

Um ambiente tranquilo e seguro é primordial para que o bebê se desenvolva com saúde e também para que a gestante leve a gestação até o tempo apropriado para o nascimento do bebê e tenha um parto tranquilo.
Mas infelizmente não foi assim que aconteceu com a moradora de Barra Mansa, que abordaremos nesta matéria.

Após ser medicada, o sangramento persistiu, então ela foi levada para o Centro Obstétrico para fazer a cesariana de urgência, por volta da 17h40, nasceu uma linda menina, prematura de 27 semanas, isso significa que ela nasceu com menos de sete meses de gestação.

Infelizmente, logo depois do parto, a paciente teria apresentado problemas respiratórios e descolamento de placenta.

No Centro Obstétrico, a equipe médica tentou conter o sangramento e reanimá-la, mas ela não resistiu e morreu no início da madrugada desta terça-feira. Uma necropsia vai apurar a causa exata do óbito.

Segundo as informações da PM, o suspeito chegou ao hospital exaltado exigindo a documentação da esposa. Ele foi encaminhado à 90ª Delegacia de Polícia de Barra Mansa.

O homem prestou depoimento e foi liberado, pois a delegacia aguarda o laudo do IML para confirmar se ele foi o culpado pela morte. Segundo testemunhas, o homem já tinha agredido a esposa em outras situações.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]