Homem é mantido em cárcere privado e abusado por 3 garotas durante 9 dias

Quando os policiais chegaram ao local informado, às três garotas foram presas e encaminhadas para delegacia da cidade.

Mas um caso daqueles que não dá pra acreditar, muito desses casos inusitados viram notícia e se espalham rapidamente. Foi o que aconteceu com um conselheiro psicossocial que não teve seu nome revelado pelas autoridades locais. Ele foi vítima de sequestro e de violência sexual durante nove dias.

Esse fato teria acontecido na cidade de Chelston, na Zâmbia, país da África austral e está sendo compartilhado no mundo todo. Segundo informações das autoridades local, o conselheiro foi sequestrado, mantido em cárcere privado durante nove dias, durante esses dias ele também diz que foi abusado sexualmente por três garotas de programa.

PUBLICIDADE

Segundo o portal de notícias Zambian Watch, uma pessoa próxima da vítima contou que familiares e amigos ficaram preocupados depois que o conselheiro não apareceu para trabalhar uma semana, eles então perceberam que havia algo errado e foram procura-lo.

“Decidimos começar a procurá-lo porque ficamos preocupados depois de perceber que nosso colega estava ausente do trabalho há mais de uma semana. Fomos até um pequeno mercado onde ele frequentava. A sua mãe veio da cidade de Chongwe para acompanhar. Depois de ouvir que seu filho tinha desaparecido, as pessoas no mercado nos disseram que o tinham visto pela última vez com as três prostitutas”, disse a fonte, sob condição de ficar em anonimato.

PUBLICIDADE

Ainda Segundo informações dessa mesma fonte, os familiares foram até a casa das garotas de programa, chegando na residência, uma das acusadas teria mentido, dizendo que nem ela e nem as suas amigas teriam visto a vítima.
Após essa informação, e sem ter o fazer eles foram até a polícia de Chelston, onde registraram um boletim de ocorrência.

Ainda de acordo com a fonte, eles resolveram ir novamente à casa das garotas de programas, e desta vez uma outra mulher saiu e resolveu falar a verdade, ela confirmou que o conselheiro estava realmente dentro da residência.

A família então acionou a polícia, quando os policiais chegaram ao local informado, às três garotas foram presas e encaminhadas para delegacia da cidade.

De acordo com o portal de notícias Zambian Watch, às acusadas estavam mantendo relações sexuais com a vítima dia e noite durante os nove dias que ficou na residência.

Segundo informações da Delegacia de Polícia de Chelston, duas prostitutas foram liberadas, pois disseram em seus depoimentos que a vítima tinha se oferecido para ser sequestrado por elas. O caso está sendo investigado pela polícia da cidade.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]