Homem engole celular em presídio e fica 4 dias com aparelho no estômago

Agentes penitenciários suspeitaram de algo errado durante uma revista simples, os agentes então decidiram usar um detector de metais no homem. Foi neste momento que o aparelho de celular foi revelado.

Agentes penitenciários da Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop, a 503 km de Cuiabá, passaram por uma situação bastante delicada no último dia dia 12, sexta-feira.

Um homem, identificado como Wesley do Amor Divino da Silva, de 23 anos, foi pego com um celular no estômago.

PUBLICIDADE

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT), o aparelho seria um tipo de mini-celular, de aproximadamente 4 centímetros.

As informações ainda revelam que o homem teria engolido o aparelho no dia 8, mas apenas teve o celular removido de seu estômago no dia 12.

PUBLICIDADE

Agentes penitenciários suspeitaram de algo errado durante uma revista simples, os agentes então decidiram usar um detector de metais no homem.

Foi neste momento que o aparelho de celular foi revelado. O homem foi submetido ainda a exames de raio x, para tentar precisar o local onde o aparelho estava alojado, mas se recusou a fazer a cirurgia para remoção do celular.
Ainda segundo informações, havia um motivo para que os agentes penitenciários suspeitassem de Wesley: o homem já havia engolido celulares antes.

Wesley do Amor foi condenado por tráfico de drogas e cumpre pena na penitenciária. Quando o celular foi localizado, o homem foi encaminhado para o Hospital Regional de Sinop, onde foi orientado por médicos a realizar um procedimento cirurgico para a remoção do aparelho.

No entanto, ainda segundo informações, Wesley teria sido radicalmente contra a cirurgia. Devido a relutância do homem, os médicos decidiram estipular um prazo para que o aparelho saísse naturalmente, mas como nada aconteceu eles decidiram pela intervenção.

Atendendo a pedidos de Wesley, os médicos não performaram uma cirurgia invasiva, optando por uma endoscopia.

Através da endoscopia, que é um procedimento minimamente invasivo, os médicos conseguiram remover o celular e Wesley se recupera bem. Segundo a Secretária de Segurança Pública de Mato Grosso, Wesley do Amor tem 23 anos e cumpre pena por tráfico de drogas.

O rapaz já foi pego com celular no estômago antes e se recupera bem depois do procedimento médico. A secretária não informou qual a pena que Wesley cumpre devido ao crime de tráfico de drogas.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]