Homem mata mulher com três tiros no rosto por causa de um pedaço de bolo e joga o corpo para a família: “Toma o lixo de vocês”

O homem ao provar o bolo chamou de "porcaria" e dai em diante inicio-se uma discussão, onde a mulher acabou morta a tiros.

Durante uma festa junina realizada em São Paulo, no último domingo (16), um homem de 47 anos efetuo vários disparos contra uma mulher, Vanderléia Inácio dos Santos de 25 anos, após o s dois discutirem por um pedaço de bolo que a mesma havia feito para a festa.

Mulher morta com tiro na boca na frente dos filhos aps briga por pedao de bolo em SP Foto Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

A mulher foi morta em frente aos filhos, o crime teria ocorrido após o suspeito reclamar do bolo feito por Vanderléia e chamado de porcaria; seguindo em discussão o homem sacou um revolver e efetuou vários disparos em direção de Vanderléia que acabou vindo a óbito.

Segundo o cunhado da vitima,  Nelson Gonçalves, tudo começou depois que Vanderléia teria oferecido um pedaço de bolo a esposa do homem, e que após isso o homem começou a fazer críticas ao bolo e xingar Vanderléia; “não come essa porcaria que eu compro coisa melhor para você”, disse o homem para a esposa, segundo Nelson.

PUBLICIDADE

Ele ainda afirmou que após isso se iniciou uma discussão, que o homem sacou um revólver e saiu em direção ao carro mas que Vanderléia havia ido até lá atrás do homem onde o mesmo disparou contra ela acertando-lhe um tiro no peito que a derrubou no chão e posteriormente mais dois tiros; um na boca e outro na testa, e que após isso o homem ainda teria pegado vitima pelo braço e entregado ao familiares dizendo: ‘toma o lixo de vocês’, Contou Nelson.

Reproduo

Devido aos ferimentos a vitima não resistiu e morreu na hora, deixando quatro filhos pequenos; uma menina de 10 anos, e três meninos de 8 e 4 anos e um de 10 meses; sendo que os filhos mais velhos chegaram a presenciar o crime e a filha mais velha estava ao lado da mãe no momento da morte.Ainda segundo o cunhado da vitima, o homem teria se mudado a pouco mais de dois anos para a cidade vindo do Rio Grande do Sul para ser caseiro em uma fazenda na cidade e que já haviam boatos de sua má índole na cidade pelo seu temperamento um tanto agressivo.

O homem fugiu após o crime e se apresentou nessa quinta-feira(20), o homem prestou depoimento e foi liberado logo em seguida pois segundo a policia o homem não teria nenhum mandando de prisão contra ele no momento e que não havia sido pego em flagrante o que acarretou em sua liberação.

A família da vitima se disse revoltada com a liberação do homem que nem chegou a ser preso pelo crime, os familiares de Vanderléia aguardavam pela prisão do homem uma vez que ele se apresentou e haviam testemunhas de que ele teria cometido o crime.

Segundo a Secretária de Segurança Pública, o homem será autuado por homicídio qualificado na Delegacia de Policia de Sete Barras. A família da vítima quer que o homem responda também por “Feminicídio” (crime homicídio cometido contra mulheres que é motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero), o crime segue sob investigação.

Até o momento não haviam mais informações sobre o velório e enterro da vitima, o que se tem conhecimento é que a família está muito abalada com o crime e inconformada pela não prisão o autor do crime. Os filhos da vitima que presenciaram o crime serão encaminhados a tratamento psicológico.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]