Idoso de 82 anos mata seu parceiro sem querer enquanto praticava brincadeira íntima sadomasoquista

Na confissão Alan disse que o amante pediu que o agredisse, pois ele tinha esse fetiche.

Um idoso de 82 anos que é casado com uma mulher há mais de 35 anos foi considerado culpado e indiciado por homicídio no Texas, nos Estados Unidos depois que uma brincadeira íntima sadomasoquista com seu amante deu errado e acabou provocando a morte do parceiro do idoso.

Craig LaMell que tinha 65 anos acabou morrendo um mês depois de praticar o jogo violento com seu amante, o idoso foi identificado como Alan Bischof.

De acordo com as informações o envolvimento de Alan só ficou claro no final do mês de abril 5 meses depois de sua aposentadoria. O ex-chefe de Alan encontrou a confissão dele nos arquivos de seu computador onde Alan contava todos os detalhes de como era o relacionamento entre ele e Craig.

Na confissão Alan disse que o amante pediu que o agredisse, pois ele tinha esse fetiche. Alan que foi indiciado por homicídio culposo disse que no momento da agressão Craig estava como um bebê indefeso, mas mesmo assim fez o que seu amante havia pedido. Alan tirou fotos de seu parceiro caído no chão ensanguentado em vários locais.

Craig precisou ser levado para a emergência do hospital por causa dos graves ferimentos, mas não contou que aquilo era uma brincadeira íntima, disse que havia apanhado do marido de uma mulher a qual ele se envolvera.

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.