Idoso acaba morrendo depois de aguardar 16 horas sentado em cadeira no hospital

Em nota o Hospital da Posse, informou que devido a superlotação algumas pessoas precisam aguardar um tempo sentadas em cadeiras.

osé Geraldo de 61 anos foi levado pela filha ao hospital da Posse, mas o idoso precisou ficar 16 horas sentado em uma cadeira para conseguir ser internado.

O hospital apresentou a justificativa de uma superlotação e não havia leitos disponíveis no momento, o caso aconteceu no Hospital Geral de Nova Iguaçu, Hospital da Posse na Baixada Fluminense.

PUBLICIDADE

Segundo a filha do idoso, ele passou mal em casa e os familiares o levaram ao atendimento do bairro também em Nova Iguaçu, a pressão foi conferida estava 20 por 11, então decidiram levar o idoso para o Hospital da Posse.

Quando ele chegou, preencheu a ficha de encaminhamento e depois foi levado ao médico, em seguida foi para sala de medicamentos, a filha disse que demorou muito tempo para que o médico aparecesse.

PUBLICIDADE

Por ele está passando mal não podiam ir embora, já era quase meia-noite e ele precisava ficar internado, segundo Eliane filha do idoso, ele não recebeu atendimento adequado, ficou jogado sentado na cadeira, chegou a cair duas vezes, ela não conseguiu segurá-lo por ele ser pesado e grande.

Disse que outras pessoas que estavam de acompanhantes foi quem ajudaram a colocá-lo novamente na cadeira, demorou muito tempo para conseguirem uma maca e um leito.

Em nota o Hospital da Posse, informou que devido a superlotação algumas pessoas precisam aguardar um tempo sentadas em cadeiras, a unidade atende cerca de 400 pacientes mas possui apenas 373 leitos.

O hospital também informou que o seu José Geraldo está recebendo todos os atendimentos necessários.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.