Idoso morre linchado por falsa acusação de pedofilia

Segundo os investigadores, os traficantes da região teriam descoberto que se tratava de uma falsa acusação

Uma acusação falsa de pedofilia, acabou causando o assassinato de um idoso, de 63 anos de idade, em Belo Horizonte, na região nordeste.

Tal informação, faz parte da conclusão da investigação feita pela Polícia Civil, que teve todos os seus detalhes divulgados a público nesta última segunda-feira, dia 29.

PUBLICIDADE

O crime foi praticado no dia 17 setembro na Vila Andiroba. O homem, trabalhava na prefeitura e era conhecido como “Vô”, ele foi espancado até a morte em um brutal assassinato, de acordo com investigações policiais.

A delegada Mônica Carlos, informou que, uma mulher que possui ligação ao tráfico de drogas dessa região, fez aos criminosos a falsa denúncia. Porém, depois de ter acontecido o crime, a polícia e até mesmo os próprios criminosos da região, conseguiram descobrir que a denúncia se tratava de mentira.

PUBLICIDADE

“O que aconteceu foi que, esse senhor estava apenas urinando na rua no momento em que essa mulher passava com seu filho, e não gostou do que viu. Como ela possui certa influência e domínio, ela dissimuladamente denunciou aos traficantes, “, contou a delegada.

Ainda de acordo com palavras dela, os traficantes da região solicitaram autorização para o chefe do tráfico para poderem matar o suposto homem.

“Como ele era bastante conhecido na região, os traficantes decidiram não fazerem nada com ele […], mas um crime assim, a comunidade não aceita, não engole. E ali, não foi diferente. Dessa forma, ele foi brutalmente morto”, disse ela. Ao descobrirem a verdade, os traficantes expulsaram a mulher da comunidade.

Foi apurado pela polícia que a mulher e outras sete pessoas, participaram no crime e agora são procurados. Dia 25, a polícia realizou a operação Hemera, com a participação de 60 policiais, com o intuito de prender os suspeitos.

Três, nas idades de 24, 26 e 37 anos, foram presos. Agora, a polícia continua trabalhando para localizar e efetuar a prisão dos outros cinco foragidos, dos quais a mulher está entre.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.