Irmão de vítima de agressão diz: “Cada vez que a vejo desfigurada levo um choque”

Elaine foi agredida por 4 horas dentro de seu apartamento.

Elaine Peres Caparroz de 55 anos viveu momentos de angústia e sofrimento nas mãos do advogado Vinícius Batista Serra, de 27 anos que a espancou durante 4 horas seguidas no primeiro encontro dois no apartamento dela.

Elaine ficou com o rosto completamente desfigurado e foi socorrida depois que vizinhos ouviram os gritos da mulher, eles chamaram o porteiro que foi até o local, mas Vinícius já não estava, porém foi impedido de sair da portaria por outras pessoas sendo preso em flagrante.

PUBLICIDADE

Uma situação sem explicação, nada do que o agressor vier a dizer justifica o que ele fez com Elaine. Ao comparecer ao hospital para ver a irmã, o irmão dela, o programador Rogério Peres, de 45 anos diz que não consegue reconhecer a irmã desfigurada por causa das agressões sofrida na noite de sábado, a cada vez que ele a vê leva um imenso choque.

Elaine Peres Caparroz, de 55 anos está internada no Hospital Casa de Portugal, desde a noite do último domingo.

PUBLICIDADE

“Aquela pessoa que está ali, desfigurada, não representa diretamente a fisionomia da minha irmã. Cada vez que eu vejo a minha irmã, eu não consigo reconhecê-la.

Ele deixou minha irmã numa situação que eu não a reconheço. Cada vez que eu chego para ver a Elaine, eu fico chocado. Não tem como se acostumar com a imagem com a qual ela ficou” contou ele.

O advogado foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio. Eles se conheceram pela internet pelo menos a oito meses e conversavam sempre até que resolveram se encontrar pessoalmente onde aconteceu as agressões: encontro:

“Ela tinha conversas esporádicas com ele, e a situação foi evoluindo para uma situação de confiança. Ela se sentiu confiante de ter um momento próximo a ele.

Ela o chamou para uma visita. A conversa evoluiu, ficou tarde e ele pediu para dormir lá. Eles adormeceram e, por volta de 1h30, aconteceu o fato”.

O irmão da vítima disse que não acredita na versão dada por Vinícius, o homem disse que depois de tomar vinho teve um surto e acabou espancando a vítima.

“Que surto é esse que dura quatro horas? Como uma pessoa fica fora de si por tanto tempo? As agressões perduraram por muito tempo, não foi uma coisa de momento.

Isso tem que ser averiguado” questiona Rogério, destacando que a irmã está muito abalada e traumatizada após o episódio vivido no apartamento.

 

Escrito por Carla Lopes Silva

Colunista em sites de notícias e curiosidades. Adoro escrever sobre todo tipo de assunto. Curiosa por natureza, e amante da internet. Contato: [email protected]