Jogador de futebol do RJ é acusado de tirar a vida da irmã de forma brutal

A polícia carioca busca irformações do paradeiro do atleta que está foragido.

Mais um crime hediondo ganhou as manchetes dos principais jornais do Brasil, desta vez envolve um jogador de futebol que é considerado pela polícia o principal suspeito de ter cometido uma barbárie.

De acordo com o portal de notícias ‘UOL”, a polícia do Rido de Janeiro está à procura de Luis Antônio de Medeiros Senna, de 45 anos, ex-jogador de futebol que chegou a defender o Bangu e a Portuguesa no anos 90; saiba mais.

PUBLICIDADE

Polícia procura jogador de futebol suspeito de matar a irmã

Antônio de Medeiros é o principal suspeito de ter matado a facadas e esquartejado a sua irmã, identificada como Samura Sento Sé Braz, de 34 anos, a motivação de tamanha crueldade seria por causa da herança deixada pela mãe do jogador.

PUBLICIDADE

O assassinato aconteceu na última semana na Ilha do Governador, amigos e conhecidos de Samura estranharam o desaparecimento da mulher que foi vista pela última vez no dia 13 de março e acionaram a polícia. Contudo, Antônio não relatou para ninguém que Samura havia desaparecido e continuou agindo como se nada havia acontecido.

Segundo a delegada Elen Souto, responsável pelo caso, tanto Luis Antônio quanto Samura eram filhos adotivos e a mãe deles deixou a casa onde moravam em nome de Samura o que teria ocasionado a briga entre os irmãos.
Samura foi atacada por Antônio de lhe desferiu 30 facadas, ele teria a esquartejado no box do banheiro e escondeu o corpo na Praia do Rosa, que fica a cerca de 2 km da casa onde os dois viviam, localizada no bairro Jardim Carioca.

Em um primeiro momento Luis Antônio compareceu a delegacia para prestar esclarecimentos sobre o paradeiro da irmã, mas entrou em contradição várias vezes.

Na ocasião que esteve na delegacia ele tinha lesões no braço e pelo corpo e apresentou várias versões sobre como havia se ferido.

A principio ele disse que havia se machucado jogando futebol, depois disse que tinha sido assaltado e em seguida mudou novamente a versão dizendo que esteve envolvido em uma briga de torcida.

No último sábado (23), agentes de segurança foram até a casa do suspeito para entregar a intimação, mas ele fugiu pelos fundos da casa e continua com destino ignorado. A justiça já decretou a prisão preventiva do ex-jogador de futebol.

As investigações apontam que o suspeito conseguiu um empréstimo de R$11 mil reais para fugir. As autoridades realizam hoje (27) buscas no imóvel onde os irmãos moravam, a polícia segue em busca do paradeiro de Luis, o caso ganhou grande repercussão na imprensa.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]