Luto: Jovem de 21 anos perde a vida por causa das complicações do uso do anticoncepcional e antes de morrer fez um alerta

Devido as complicações do uso da pílula anticoncepcional a jovem perdeu a vida.

Júlia Torralba de Souza Ramos tinha 21 anos e morreu na última quarta-feira (21) depois de lutar por três anos com problema pulmonar que foi causado pelo uso do anticoncepcional. No ano de 2016 a jovem começou a se sentir muito mal, ao procurar o médico recebeu o diagnóstico de trombose, tromboembolia pulmonar maciça, pneumonia e infarto pulmonar tudo isso causado pelo uso do anticoncepcional.

No último dia 6 de agosto Júlia decidiu compartilhar sua história com outras mulheres através de seu perfil nas redes sociais alertando as mulheres sobre os perigos do uso do anticoncepcional.

PUBLICIDADE

Em seu relato Júlia contou que a tosse com sangue persistente eram pequenos pedaços de seu pulmão que estavam se soltando e o motivo de tudo isso foi o uso da pílula anticoncepcional. Pílula que ela tomava por ter ovário policístico.

Júlia contou que tomava a pílula chamada lumi que possui baixa concentração de hormônio. A jovem ressaltou que a pílula poderia ter tirado sua vida e a vida de muitas mulheres e por esse motivo ela nunca mais poderia tomar a pílula novamente, ela ressaltou que seus companheiros diários agora eram o anticoagulante, as suas meias de compressão e de vez em quando a dificuldade para respirar devido às complicações pulmonares.

PUBLICIDADE

Diante de todo esse sofrimento Júlia disse que sua vida virou um caos, mas serviu para que ela aprendesse a dar mais valor a tudo que ela tem e agora depois que tudo isso aconteceu ela percebeu o quanto as coisas não são comuns e então decidiu fazer um alerta para outras mulheres sobre o perigo do uso dos anticoncepcionais.

Os riscos são muito grandes e a pílula anticoncepcional pode se tornar o pior inimigo da vida da mulher.

Infelizmente Júlia não resistiu às complicações e faleceu na última quarta-feira (21) e seu velório aconteceu no complexo funerário Orlando panhozzi na última quinta-feira (22). O sepultamento do corpo de Júlia estava marcado para as 17 horas e aconteceu no cemitério Portal das Cruzes.

Uma jovem que perdeu a vida muito cedo, uma fatalidade que serve de exemplo para que todas as mulheres que fazem uso do anticoncepcional tenham todo cuidado possível. A qualquer sinal procure um médico, o corpo dá sinais de que algo não está bem não ignore.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.