Mãe de adolescente morta pelo padrasto em Foz do Iguaçu desabafa: ‘ela era tudo na minha vida’

Maria Eduarda Hoffman tinha 16 anos de idade e tinha o sonho de ser tornar juíza

Muito alegre e estudiosa, a jovem de 16 anos Maria Edaurda Hoffman tinha como sonho em sua vida estudar direito para se tornar juíza. De acordo com a mãe da jovem, Jane Maria Hoffman, estes eram os planos da filha, mas que acabaram sendo interrompidos quando a adolescente foi morta a facadas no último sábado (6) enquanto dormia, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná.

A polícia informou que o autor do crime contra a jovem é o padrasto de Maria Eduarda, José Altamiro Gomes da Silva, de 56 anos de idade. Horas após o assassinato da jovem, ele acabou morrendo em um acidente de trânsito, na cidade de Cascavel, também na região oeste do estado.

PUBLICIDADE

A delegada responsável por investigar o caso, Iane Cardoso, relatou que o crime foi cometido pelo homem pois ele não aceitava a separação que havia tido com a mãe da menina. Em uma entrevista concedida ao portal de notícias G1, a mãe da menina declarou que nunca havia imaginado que algo deste tipo de poderia acontecer.

Jane contou também que ela e José no momento estavam passando por um processo de separação, que vinha desde janeiro de 2021. No entanto, ele não queria ir embora enquanto a casa que os dois moravam não fosse de fato vendida. A respeito das lembranças, Jane destaca que sua filha sempre foi uma companheira para ela, e que gostava de ficar com a família.

PUBLICIDADE

Os amigos e familiares de Maria Eduarda usaram de suas redes sociais para prestar as devidas homenagens a jovem. Também foi feita uma carretada nesta segunda-feira (8) em homenagem à adolescente que foi morta de forma trágica e inesperada.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.