Mãe e irmão da advogada morta com facadas são indicados por feminicídio no PI

Mãe e irmão da advogada assassinada, são apontados por homicídio triplicamente qualificado.

Izadora dos Santos Mourão, foi assassinada com facadas no dia treze de fevereiro, e a mãe e o irmão foram indicados pela morte da vítima. A investigação que decorria no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, já foi finalizada, e enviada ao MP e Justiça de Pedro II, na cidade onde o crime ocorreu.

A advogada foi achada morta no interior do quarto do irmão. Ela foi assassinada por nove golpes de faca. Segundo as investigações, indicam que o irmão , o jornalista João Paulo Mourão, depois de ter assassinado a irma, teria ido dormir no quarto da mãe. No qual encontra-se detido desde o dia quinze de fevereiro.

PUBLICIDADE

Quando a mãe encontrou Izadora ferida no cômodo, segundo Barêtta, ela fez um telefonema para a empregada doméstica, onde pediu que ela falasse que a mulher tinha entrado na casa e que o filho estava a dormir. Mas entretanto, a polícia não deu detalhes, como ocorreu o contacto entre ela e a empregada.

Ainda segundo Francisco Costa, delegado e Barêtta, disse que João irmão da vítima foi indicado por homicídio triplicamente qualificado por motivo torpe, um método que impossibilitou a defesa da vítima e por feminicídio.

PUBLICIDADE

Já a mae da vítima, Maria Nerci, também foi apontada como coautora do crime. No qual deverá responder ainda por fraude processual, segundo o coordenador. Barêtta diz ainda,que a Comarca de Pedro II, também decretou sigilo no decorrer das investigações.

A medida ainda foi tomada, por uma grande repercussão do caso, no qual evita boatos e erros que possam atrapalhar todo o processo.

Segundo ele, o crime foi elucidado, e com motivação, no qual tudo foi apresentado à Justiça que irá realizar uma análise. No qual nunca se deslocarão a um local do crime preocupado com o nome do autor, mas sim em instituto com que as coisas que aquele crime ocorreu. Além disso o curso da investigação, é quando já existem provas suficientes para apontar contra o criminoso, conclui.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!